Olhar Direto

Domingo, 05 de dezembro de 2021

Notícias | Política MT

encontro de líderes

Lúdio quer que Governo explique gastos com evento às margens de cachoeira; Werner afirma que não houve ônus ao Estado

22 Out 2021 - 09:55

Da Redação - Max Aguiar e Vinicius Mendes

Foto: Reprodução

Lúdio quer que Governo explique gastos com evento às margens de cachoeira; Werner afirma que não houve ônus ao Estado
O deputado estadual Lúdio Cabral (PT), líder da oposição na Assembleia Legislativa, quer explicações do Governo do Estado sobre os gastos que foram feitos para realização do 1º Encontro de Líderes e Empreendedores do Brasil, realizado no dia 15 de setembro, às margens da Cachoeira Salto das Nuvens, em Tangará da Serra, região do médio norte de Mato Grosso. O diretor-presidente da MT Participações e Projetos (MT PAR), Wener dos Santos, já afirmou que não houve ônus ao Estado.

Leia mais:
Vuolo fala em "história que não pode ser apagada" após deputados aprovarem manutenção de nome de ferrovia

O documento foi apresentado por Lúdio na sessão de quarta-feira (20) e encaminhado ao governador Mauro Mendes (DEM) e ao secretário de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda. No evento, várias autoridades participaram do ato, que teve como atração principal os shows de Alexandre Pires, Daniel e Marco Brasil.
 
No documento, Lúdio pede as planilhas de lançamentos financeiros e explicação de qual foi a participação do Governo no ato. "O Estado de Mato Grosso foi quem realizou este evento? Qual foi a participação do Estado, detalhando quais as ações ficaram sob a sua responsabilidade", diz trecho do documento.
 
Além disso, Ludio também quer saber se houve dispêndio de recursos públicos estaduais para a realização do evento. O deputado pediu para o Governo "apresentar planilha detalhada contendo os gastos e/ou transferência de recursos públicos para realização".
 
De forma oral, no plenário, Lúdio questionou se há campanha antecipada por parte do governo. "Será que o governador não está fazendo campanha eleitoral antecipada com recursos públicos? Não tem lógica, é um desrespeito com a população de Mato Grosso que ainda sofre com a pandemia da covid-19”, frisou o deputado.

Outro lado

O diretor-presidente da MT Participações e Projetos (MT PAR), Wener Kesley dos Santos, afirmou em entrevista ao Olhar Direto que o evento foi realizado por meio de uma parceria entre empresas privadas e não houve ônus ao Estado. Ele disse que o encontro foi um sucesso e já existem outros prefeitos, e até governadores, interessados que o mesmo seja realizado em suas regiões.
 
“Não teve gastos [do Governo], foram empresas privadas, parceiras, que pagaram as despesas, então foi muito tranquilo. Foram empresários que acreditam em Mato Grosso, que esperam estes eventos em outras regiões, por exemplo, ontem o prefeito de Campo Verde me ligou, disse que tem interesse em fazer na região, para divulgar o município, prefeito de Juína entrou em contato conosco, pessoal de Sinop também quer fazer evento, inclusive governadores dos Estados vizinhos tem interesse, porque reunir o PIB do país para investir no Estado é importante para todo mundo, é geração de emprego e renda”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet