Olhar Direto

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

Mobilidade urbana

Novo viaduto próximo a trincheira Jurumirim deve custar R$ 50 milhões; licitação em 2022

Foto: Google

Novo viaduto próximo a trincheira Jurumirim deve custar R$ 50 milhões; licitação em 2022
A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) informou que o novo viaduto que será implantado na avenida Miguel Sutil, após a trincheira Jurumirim/Trabalhadores, na alça de acesso ao bairro Jardim Leblon, deverá custar em torno de R$ 50 milhões. A obra pretende melhorar ainda mais a mobilidade urbana de uma das principais vias de Cuiabá.

Leia mais:
Governo confirma construção de novo viaduto na avenida Miguel Sutil
 
O projeto é de uma trincheira na altura da entrada do Jardim Leblon e algumas outras mudanças e intervenções no trânsito da região. O projeto está em fase de finalização neste mês e, percorridos os trâmites burocráticos, a obra vai para licitação no começo do ano que vem.
 
O valor previsto é em torno de R$ 50 milhões - mas o orçamento ainda não está fechado. O senador Carlos Fávaro (PSD) já fez uma emenda destinando R$ 9 milhões para a construção da obra de arte. O restante será de recursos próprios do governo.
 
Os recursos para a obra já estão nos cofres de Mato Grosso, destaca Fávaro. “A avenida Miguel Sutil passou por importantes intervenções nos últimos anos, que melhoraram e muito a fluidez do tráfego. Mas isso precisa ser feito continuamente e identificamos que um dos gargalos da via se dá na região da Trincheira Jurumirim-Trabalhadores. Por isso, destinei os recursos e com a parceria do governador, a obra foi confirmada e será executada”.
 
Mendes ressaltou a atuação de Fávaro na busca por recursos que auxiliam o Estado na realização de obras e na concretização de políticas públicas. “Fávaro tem sido um grande parceiro de Mato Grosso. Importantes recursos estão chegando, temos a parceria em dobrar estes recursos e isso multiplica as ações com o resultado chegando à população e mudando a vida das pessoas. A política só tem sentido se for assim, para melhorar a vida das pessoas”.
 
Jurumirim
 
O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, revelou a possibilidade de adiantar a entrega das obras de restauração da Trincheira Jurumirim, na avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. A possibilidade é que a via seja liberada já no fim de novembro.
 
A restauração e recuperação da estrutura do elevado iniciaram em junho e interditou o trânsito de veículos por todo o trecho, com previsão de finalização em 7 meses.
 
A execução da drenagem de forma eficiente é o principal serviço realizado pelo Estado para corrigir os problemas apresentados na trincheira decorrentes da má-execução da obra quando de sua construção, na época da Copa do Mundo de 2014. O serviço na parte inferior da trincheira foi encerrado no fim de setembro.
 
Para a execução  da drenagem foi realizada a escavação de cerca de 1,5 metro para a retirada do solo e implantação de um colchão drenante, para impedir que o lençol freático permanecesse próximo da camada de asfalto, ao longo do 1,32 quilômetro de extensão da trincheira, entre os bairros Jardim Leblon e Bosque da Saúde.
 
Ao todo, serão aplicados investimentos na ordem de R$ 14,2 milhões para a execução dessas obras. Esse investimento será custeado, neste primeiro momento, pelo Estado. Porém, o governo vai buscar ressarcimento dos valores junto à primeira construtora responsável. Tão logo a obra seja concluída, ela será repassada ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), uma vez que a via é federalizada, embora esteja atualmente sob a responsabilidade do Estado.
 
Outras obras
 
A avenida Miguel Sutil tem recebido atenção especial tanto do governo, quanto da prefeitura de Cuiabá, que prepara a construção de dois viadutos e uma nova trincheira.
 
Um dos viadutos será levantado na rotatória de acesso do Centro de Eventos do Pantanal, ponto que hoje é considerado um gargalo no trânsito de Cuiabá e que constantemente fica congestionado em horário de pico ou no caso de algum acidente que feche uma das pistas.
 
O outro será erguido no trevo do Santa Rosa, ligando as avenidas Lava Pés e Antártica. Este será coloca acima da trincheira já existente no local (obra da Copa de 2014) e servirá como complemento também para melhorar o trânsito. Vale lembrar que, para a região, está prevista a construção de um bairro planejado, que deverá aumentar ainda mais o fluxo de veículos.
 
Além dessas duas obras, também está nos planos do Município a construção de uma trincheira no Círculo Militar. Para esta, que está orçada em cerca de R$ 62 milhões, o prefeito Emanuel Pinheiro protocolou o projeto no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e conta agora com o apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) para conseguir dar andamento no processo.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet