Olhar Direto

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias | Cidades

INTERNADA NO HMC

Cuidadora de idosos atacada por rottweiler recebe visita de PM que participou de salvamento: “Foi por afeto”

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Cuidadora de idosos atacada por rottweiler recebe visita de PM que participou de salvamento: “Foi por afeto”
Preocupado com a recuperação da cuidadora de idosos Domingas Rodrigues Medeiros, de 53 anos, atacada por cães da raça rottweiller, no bairro Cidade Alta, o soldado da Polícia Militar Jair Mendes Ferreira Sobrinho resolveu ir até o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) fazer uma visita a mulher que ajudou salvar. Ele é um dos quatro policiais que atuaram na ocorrência.

Leia também:
Cuidadora de idosos atacada por rottweiler passa por cirurgia de reconstrução do couro cabeludo e orelha

Ao Olhar Direto, ele conta o que motivou o encontro. “Foi por afeto, fiquei muito feliz por saber que ela se recuperou”, afirma. Ao visitar Domingas nesta quinta-feira (21), o soldado levou um pequeno vaso de flores para a paciente. O presente foi autorizado pelos profissionais da unidade.

Ele conta que no dia do ataque, segunda-feira (18), ele estava na sede do 10º Batalhão juntamente com outros três militares, quando um homem chegou ao local dizendo que havia uma mulher sendo atacada por cachorros.
“Nós quatro nos deslocamos e ao adentrar foram necessários os disparos para cessar o ataque dos cães. Sendo cessado o ataque de um, o outro recuou com os disparos. A gente fez o cerco em defesa da senhora e aguardamos o Samu”, lembra o militar.

Quem entrou primeiro no imóvel foi um sargento da PM. Para cessar a ação dos cães, ele efetuou 17 disparos. 

Domingas passou por uma cirurgia plástica para reconstrução do couro cabeludo e orelha logo que foi admitida no HMC. Atualmente, segundo ele, Domingas está consciente, se alimentando e conversando normalmente. “Dei um abraço nela, conversamos bastante. Ela até brincou dizendo: ‘Imaginei que os cachorros que estavam com fome’”, relata.

A cuidadora de idosos estaria trabalhando no imóvel há cerca de um mês e não teria convívio com os animais. A expectativa é que ela tenha alta médica em breve.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet