Olhar Direto

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

Conversas avançadas

Vazão da Usina do Manso pode ser diminuída na seca para manter reservatório cheio em caso de estiagem maior

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Vazão da Usina do Manso pode ser diminuída na seca para manter reservatório cheio em caso de estiagem maior
A vazão mínima sanitária da Usina de Manso, localizada em Chapada dos Guimarães (69 quilômetros de Cuiabá), poderá ser diminuída no período da seca para manter o reservatório cheio em caso de estiagem maior. Segundo o diretor operacional da Águas Cuiabá, a concessionária esteve em conversas com Furnas para alinhar esta questão. Ele ainda apontou que a crise hídrica não atrapalhou a distribuição de água na Capital, já que houve planejamento por parte da empresa.

Leia mais:
Nível de água no Manso é um dos mais baixos desde inauguração da usina, que tem gerado apenas 17% da capacidade
 
“Monitoramos diariamente a barragem do Manso. Dos quatro sistemas nossos, três captam água do Rio Cuiabá. Ficamos de olho no nível da reservação, na vazão turbinada, que é o que a concessionária de energia libera para alimentação do Rio Cuiabá”, explica o diretor ao Olhar Direto. Atualmente, a vazão fica entre 70 a 90 m³.
 
O montante captado atualmente pela concessionária é de 3 m³/s. “Nós sabemos qual é a faixa crítica e através do monitoramento sabemos se está crítico ou não. Mesmo este ano sendo um dos mais difíceis, com os níveis mais baixos de reservação, passamos bem. Tanto é que, até em conjunto com as lideranças de Furnas, assumimos uma redução do volume turbinado para saber qual nosso regime de segurança. Com as informações que temos hoje, deve-se estabelecer um novo protocolo de operação da usina”.
 
O diretor explica que a intenção de Furnas agora é trabalhar com uma vazão mais baixa, para manter o nível do reservatório mais alto. “A intenção é garantir para o próximo ano, caso tenha, uma estiagem mais severa, que consigamos ter um fôlego, uma autonomia maior. É algo que está sendo discutido”.
 
Questionado se a crise hídrica trouxe dificuldades para a Águas Cuiabá neste ano, o diretor pontuou que não, mas apenas porque a concessionária se preparou para isto.

Manso

A crise hídrica que atinge o Brasil deixou o nível da água de vários rios de Mato Grosso em níveis baixos que não eram registrados em anos. No reservatório da Usina de Manso o volume útil está em 8,63% um dos níveis mais baixos desde a inauguração. 

Nível semelhante só foi registrado no início da operação comercial da hidrelétrica, em 2001. A vazão atualmente está em 84 m³/s.

A Eletrobras Furnas afirmou que cumpre rigorosamente as determinações dos órgãos reguladores na operação dos empreendimentos hidrelétricos sob sua concessão. Os níveis dos reservatórios e a energia despachada são programados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável por operar o conjunto de reservatórios brasileiros de forma integrada, com o objetivo de garantir a segurança energética.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet