Olhar Direto

Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Notícias | Ciência & Saúde

MESMO COM PANDEMIA

SOS AVC registra quase 400 atendimentos em 2021

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

SOS AVC registra quase 400 atendimentos em 2021
O programa “SOS AVC” registrou neste ano o atendimento de 392 pacientes, sendo 279 deles no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). A iniciativa foi implantada pela Gestão Emanuel Pinheiro em 2019, no Hospital Municipal São Benedito, para exclusivamente atender pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC). No entanto, por causa da pandemia, ele se tornou exclusivo para pacientes acometidos pela doença.

Leia também:
Unimed Cuiabá abre inscrições de curso online de gestantes para beneficiárias dos planos de saúde da cooperativa

No primeiro ano de implantação foram 165 pacientes atendidos. Em 2020 foram 751 atendimentos.  O número seria considerado abaixo do esperado, se não fosse a pandemia da Covid-19, que afetou milhares de pessoas e fez com que mudanças fossem feitas no sistema de Saúde. No entanto, os dados são considerados ótimos pela equipe técnica da unidade de saúde e do Programa, mesmo estando atuando somente em atendimentos de urgência e emergência.

Neste ano, foram oferecidos 37 tratamentos de trombolises químicas e 12 trombectomias mecânicas.

A equipe do SOS AVC é composta por uma coordenadora administrativa, uma responsável técnica, neurocirurgião, neurologista clínico, enfermeiros e técnicos de enfermagem, técnico de radiologia e secretária de unidade.

Ainda em 2020, o programa recebeu destaque internacional, quando técnicos de Cuiabá apresentaram as experiências do SOS AVC  no Congresso Internacional GSA 2020 – Global Stroke Alliance, realizado no Rio de Janeiro. Na ocasião, a iniciativa chamou atenção de oito países, sendo eles Estados Unidos, Espanha, Suécia, Equador, Áustria, Austrália, Canadá e Chile.
 
Referência no país e ainda único em Mato Grosso, o programa SOS AVC tem como principal objetivo atender aqueles sentem os sintomas do derrame nas primeiras oito horas, consideradas cruciais para o socorro, reduzindo em 90% o risco de sequelas graves.

Durante o atendimento, deve-se verificar se o paciente apresenta ao menos um déficit focal de instalação súbita, que pode ser:

- Hemiparesia (fraqueza em um lado do corpo);
- Alteração de linguagem (não consegue falar uma frase);
- Paralisia facial central (paresia do andar inferior da face);
- Cefaleia explosiva + déficit focal (hemiparesia, alteração de linguagem) ;
- Vertigem associada a:
- Ao menos 01 dos seguintes sinais (Visão Dupla e/ou Dificuldade de engolir e/ou Fala arrastada)
- Ao menos 01 dos fatores de risco (Hipertensão, Diabetes, Doença Cardíaca, Fibrilação Atrial)

SOS AVC

Como o Hospital São Benedito não é portas abertas, o acolhimento do SOS AVC acontece de duas formas. A primeira é via SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), para os casos em que forem chamados e os paramédicos atestarem que pode se tratar de um AVC.

Nesta situação, o paciente será imediatamente levado por eles para o Hospital São Benedito. A outra porta de entrada é por meio de encaminhamento das unidades de urgência e emergência da Capital, sendo elas o Hospital Municipal de Cuiabá – HMC, UPAs e policlínicas.

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet