Olhar Direto

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias | Cidades

deu na uol

Cidade de Mato Grosso planeja compra de kit covid após ineficácia ser comprovada, diz site

Foto: Isabela Silveira

Cidade de Mato Grosso planeja compra de kit covid após ineficácia ser comprovada, diz site
A cidade de Araputanga (337 quilômetros de Cuiabá) ainda realiza processo de compra de remédios do chamado kit covid, medicamentos ineficazes contra a Covid-19. Além do município de mato-grossense, Redenção (PA), Passo Fundo (RS) e Campo Maior (PI) também integram a lista.

Leia também:
SOS AVC registra quase 400 atendimentos em 2021

Segundo reportagem da UOL, esses municípios concluíram a partir de junho licitações na modalidade pregão, que permite a compra de acordo com a demanda assim que os contratos são assinados. Na ocasião, a ineficácia dos remédios contra a covid já havia sido comprovada e seu uso não era recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Não há dados consolidados a respeito das compras de medicamentos do kit covid realizados por prefeituras neste ano. Em uma pesquisa em dois tribunais de contas que possibilitam esse tipo de consulta (Pernambuco e Rio Grande do Sul), a organização Transparência Brasil chegou a 49 prefeituras que realizaram processos de aquisição desses remédios no primeiro semestre do ano.

Outra cidade que teve recentemente o resultado de uma licitação para compra de remédios do kit covid publicada em Diário Oficial, mas nega que vá adquirir os remédios, é Araputanga.

Em 22 de setembro, foi publicado o resultado de um pregão que incluiu a previsão de compra de até 5.000 comprimidos de hidroxicloroquina, por R$ 13 mil, e de mil pílulas de ivermectina, por R$ 6.700, para pacientes infectados com covid.

Como é um registro de preços, a prefeitura poderá adquirir os remédios, de acordo com a demanda, até setembro do ano que vem. Mas o secretário municipal de Saúde, Hudson Cunha, disse que isso não será feito.

"Na gestão passada, é que tinham adquirido uma grande quantidade desses remédios. Então, no início do ano, tivemos que distribuir. É aquela história: casamos com a viúva, temos que balançar o filho. Não era o caminho ideal, mas era prescrito pelos médicos. Covid é um 'trem' esquisito, que a gente não tem muito parâmetro."

Com população estimada em 17.078 habitantes, Araputanga registrou 2.175 casos de covid com 55 óbitos.
 
Confira a reportagem da íntegra AQUI.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook