Olhar Direto

Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Notícias | Política MT

EFEITOS PARA 2022

Max avalia que filiação de Bolsonaro ao PL não significa fortalecimento de Wellington: 'traz ganhos e prejuízos'

12 Nov 2021 - 14:05

Da Redação - Airton Marques / Do Local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Max avalia que filiação de Bolsonaro ao PL não significa fortalecimento de Wellington: 'traz ganhos e prejuízos'
Na avaliação do presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Max Russi (PSB), a filiação do presidente da República Jair Bolsonaro ao PL não representa direto fortalecimento político do senador Wellington Fagundes, que articula candidatura à reeleição, mas que passou a cogitar eventual disputa ao Governo estadual.

Leia Também:
Wilson apresenta requerimento que convida governador para dar explicações sobre participação de Mato Grosso na COP-26

“(A filiação de Bolsonaro) dá ganho, mas também dá prejuízos. Todas as mexidas têm seus prós e contras, o que vai definir é de agora para frente. Não sabemos qual vai ser o projeto do PL em Mato Grosso. Nesses próximos 30 e 60 dias haverá as migrações e teremos condições de saber se o quadro político muda ou não muda”, disse, nesta sexta-feira (12).

“O fato de estar alinhado com A ou B não fortalece um candidato. O que fortalece um candidato é ter ações e projetos. É o serviço prestado que vai fazer com que a população escolha ou não”, completou.

Wellington participou ativamente dos acordos para a filiação de Bolsonaro ao PL, do qual [e presidente do diretório estadual. Antes disso, em busca de fortalecer sua pré-candidatura à reeleição, buscou alinhamento com o governador Mauro Mendes (DEM). O democrata, no entanto, viu seu grupo fechar em torno do projeto do deputado federal Neri Geller (PP), que já tem a palavra de PSD e MDB.

As articulações de Neri pareciam enfraquecer o projeto de Wellington, mas a filiação do presidente deu força a seu nome ao Senado e ainda fez surgir a possibilidade de o senador voltar a enfrentar Mauro na disputa pelo Palácio Paiaguás, dessa vez como o candidato de Bolsonaro. Em 2018, quando estava na metade do mandato, o senador ficou em segundo lugar.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet