Olhar Direto

Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Notícias | Meio Ambiente

SISTEMA DE DETECÇÃO

Mato Grosso reduz em 30,6% os alertas para desmatamento no bioma Amazônia no terceiro trimestre

Foto: Secom - MT

Mato Grosso reduz em 30,6% os alertas para desmatamento no bioma Amazônia no terceiro trimestre
Dados oficiais do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (DETER/INPE) registraram queda do desmatamento no Bioma Amazônia em Mato Grosso. A redução dos alertas foi de 30,6% no último trimestre (agosto, setembro e outubro de 2021) em comparação ao mesmo período do ano passado. Segundo a secretária de Estado de Meio Ambienta, Mauren Lazzaretti, o resultado vem, além dos investimentos da pasta, da política voltada à preservação e combate ao desmatamento ilegal em MT.

Leia mais:
 Mauren diz que Bolsonaro tem estilo ‘peculiar’, mas faz afirmações reais: ‘pessoas acham que o Brasil é uma bola de fogo’

"Mato Grosso continua reduzindo o desmatamento, na contramão da alta crescente de outros estados da Amazônia Legal. No mês de outubro, houve uma queda no desmatamento de 7% em Mato Grosso, enquanto na Amazônia, de uma forma geral é considerado o mês com o maior desmatamento da série histórica", explicou Mauren.

Historicamente, o estado do Amazonas nunca esteve à frente de MT nos registros de desmatamento no bioma Amazônia. Contudo, o cenário se inverteu conforme as políticas de preservação e investimentos aumentaram. Isso fez com que, conforme explicou a secretária, os índices de desflorestamento para MT caíssem em 41% em agosto e, 35%, em setembro.

A Amazônia apresentou um aumento de 20% no desmatamento nos meses de agosto, setembro e outubro de 2021 em relação à média histórica de  2.267 km² apurados no período entre os anos de 2015 a 2020. O bioma Amazônia que está presente em nove estados brasileiros: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, e Maranhão. 
 
Os dados colhidos pelo DETER são desenvolvidos como um sistema de alerta que dispõe suporte à fiscalização e controle da desarborização e degradação florestal na Amazônia.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet