Olhar Direto

Domingo, 16 de janeiro de 2022

Notícias | Política MT

Fim do imbróglio

Mauro Mendes sanciona lei de Wilson que dá nome de Vicente Vuolo à ferrovia estadual

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Mauro Mendes sanciona lei de Wilson que dá nome de Vicente Vuolo à ferrovia estadual
A lei do deputado Wilson Santos (PSDB) que muda o nome da primeira ferrovia estadual de Mato Grosso, batizada inicialmente de Olacyr de Moraes, foi sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM) nessa terça-feira (23). A partir de agora, a ferrovia passa a se chamar Senador Vicente Emílio Vuolo, em homenagem ao parlamentar que lutou pela chegada dos trilhos no estado.

Leia mais:
CCJR aprova LOA e Orçamento de 2022 deve ser votado nesta terça; Wilson revela acordo para adiar debate

Mauro Mendes disse que o nome de Olacyr foi proposto pela empresa Rumo, que ganhou a concessão do trecho em Mato Grosso, no entanto, quando o projeto de mudança foi aprovado pelos deputados, em outubro deste ano, ele chegou a defender o nome de Olacyr para a ferrovia. Por conta da luta da família de Vuolo, Mendes resolveu sancionar o projeto de Wilson.

"Sábio. O governador foi sábio em não mexer na história de Mato Grosso. Vuolo merece sim nossas honrarias, Olacyr receberá outras homenagens, como nome de terminais e outras paradas. Mas, a ferrovia no estado é Vicente Vuolo. A luta valeu à pena novamente", comemorou Wilson Santos.

A ferrovia

A ferrovia vai interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, conectando-se à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP). De acordo com o projeto, serão implantados 730 quilômetros de linha férrea no estado.

O projeto prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a implantação da ferrovia estadual, com início de obras em 2022.

Também está previsto o início da operação do trecho entre Rondonópolis e Cuiabá no ano de 2025, enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028.

Estudos realizados pela Rumo Logística indicam que mais de 230 mil empregos serão gerados durante os anos de construção da ferrovia..
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet