Olhar Direto

Domingo, 16 de janeiro de 2022

Notícias | Cidades

Linha de investigação

Homem que morreu após ser visto pendurado em porta de caminhão pode ter tentado roubar motorista; notas de R$ 100 encontradas

Foto: Reprodução

Homem que morreu após ser visto pendurado em porta de caminhão pode ter tentado roubar motorista; notas de R$ 100 encontradas
A Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) investiga a morte de Maik Araujo Carvalho, de 35 anos, que caiu de um caminhão em movimento, na noite da última terça-feira (23), na Rodovia dos Imigrantes (BR-070), em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), após ser visto pendurado na porta do veículo. Uma das linhas de investigação é de que ele poderia estar tentando cometer um assalto contra o dono do veículo de carga.

Leia mais:
Homem é atropelado por caminhão após ser visto pendurado na porta de veículo na BR-070
 
Uma das linhas de investigação adotadas pela Deletran aponta para a possibilidade de que Maik poderia ter tentado assaltar o motorista do veículo de carga, que fugiu do local. Isso corrobora com o relato de populares, que disseram ter visto o homem agarrado na porta lateral do caminhão.
 
Conforme relatado por testemunhas à Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), o caminhão fez um zigue-zague de forma abrupta na pista, por volta das 23h15 e entrou no Posto Imperial, levantando bastante poeira.
 
Este foi o local em que Maiki acabou sendo caindo do caminhão. Também há indícios de que o veículo passou instantes anteriores na rotatória do bairro São Mateus, cerca de três quilômetros de onde aconteceu o fato, buzinando de forma intermitente, como se estivesse pedindo por socorro, conforme o relatado por uma testemunha.
 
Maiki não tinha nenhuma passagem criminal, conforme o levantando pela Polícia Civil. Porém, seria usuário de drogas. Preliminarmente, foi apontado que o caminhão teria passado em cima dele, o que ainda não foi confirmado.
 
As imagens das câmeras de segurança do posto em que o homem foi atropelado não registraram o momento do atropelamento, apenas a passagem do motorista, que fugiu do local.
 
Maiki estava com os documentos e, na cena do fato, foram encontradas diversas notas de R$ 100, que totalizaram R$ 700. A investigação continua a ser feita pela Deletran.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet