Olhar Direto

Terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Notícias | Ciência & Saúde

aumento de 1000%

Cidade suspende aulas presenciais após surto de casos de Covid-19

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Cidade suspende aulas presenciais após surto de casos de Covid-19
O município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km de Cuiabá) suspendeu as aulas presenciais após o registro de um surto de Covid-19 na última semana. O último boletim epidemiológico oficial para acompanhamento da pandemia, organizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), apontou um aumento de mais de 1.000 % no número de pessoas com diagnóstico positivo para a doença. 

Leia também:
Gasolina chega a R$ 8,16 em MT, valor 21% mais caro do que a média nacional; confira números

A cidade registrou 47 casos positivos entre 21 e 27 deste mês, contra os quatro que haviam sido notificados na semana anterior, de 14 a 20 de novembro, de acordo com a SMS. Dos números registrados na última semana, 14 foram confirmados na Escola Municipal Ricardo Franco e outros oito na Escola Estadual Verena Leite de Brito. As duas são as únicas escolas públicas da cidade.

De acordo com a assessoria do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep), a professora Ana Cristina Freires, presidente da subsede da organização no município, recomendou que até a próxima sexta-feira (3) as atividades escolares permaneçam no formato virtual, tanto no estado como no município. “Muitos estão fazendo o teste agora, e precisamos de um tempo para os sintomas se manifestarem”, informou Freires.

Segundo ela, é fundamental a retomada dos trabalhos da Comissão Especial para volta às aulas presenciais, para avaliar a real situação. O grupo é formado por representantes da Câmara Municipal, Sintep/Vila Bela, Secretaria Municipal de Educação, Ministério Público Estadual, direção da Escola Estadual e Secretaria Municipal de Saúde.
Boletim divulgado pelo Sintep. (Foto: Reprodução / Sintep-MT)

Ainda conforme ela relatou, o retorno das atividades foi uma decisão do governo do Estado e seguida pela Prefeitura de Vila Bela. Na ocasião, o Sintep/Vila Bela foi o único voto contrário, dentro da Comissão Especial. Contudo, diante do avanço no número de casos, ela explicou que é fundamental que o cenário seja reavaliado.

“Estamos todos preocupados, os pais inclusive, mas era algo que já havia sido previsto, devido ao retorno das aulas 100%. Fizemos até onde foi possível a defesa pela forma híbrida, mas a decisão do governo foi taxativa”, destaca.

Conforme a educadora, era esperado o aumento do contágio, pois os protocolos necessários são inviáveis de serem seguidos, com salas lotadas, sem distanciamento, salas fechadas, com os estudantes convivendo quatro horas nessas condições. 

“Na rede estadual o governo suspendeu o álcool e na sala de aula não se consegue controlar os estudantes com uso de máscaras, o contágio era previsto. Não descartamos a questão de festa, das aglomerações que foram realizadas, mas na escola a proximidade é inevitável”, concluiu.

O que diz a Seduc-MT

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (Seduc-MT) para questionar os apontamentos do Sintep de Vila Bela. A pasta, porém, não se manifestou até a publicação desta reportagem. 
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet