Olhar Direto

Sexta-feira, 27 de maio de 2022

Notícias | Cidades

situação insalubre

Sindicato cobra Indea por reforma em laboratório após servidores denuciarem risco de desabamento

Foto: Reprodução / Sintap/MT

Sindicato cobra Indea por reforma em laboratório após servidores denuciarem risco de desabamento
O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT) está cobrando o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea/MT) pela reforma estrutural do Laboratório de Tecnologia da Madeira (LTM). A manifestação ocorreu após o registro de inúmeras denúncias de servidores sobre o estado “caótico” e insalubre da unidade. A pasta, por sua vez, disse que já assinou o contrato de obra de manutenção do LTM.

Leia também:
Gasolina chega a R$ 8,16 em MT, valor 21% mais caro do que a média nacional; confira números

De acordo com a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter, o problema é antigo e se arrasta a algum tempo, contudo, agora está pior. Isto porque a estrutura corre o risco de desabar, inclusive colocando a vida dos servidores em risco. Além disso, Ritter ressalta a alta insalubridade do local.

"Já estava bem difícil a situação dos servidores que laboram no local, tanto que já denunciamos em outras oportunidades, só que agora com o período das chuvas aumentou muito os problemas estruturais do LTM", disse Rosimeire. “É necessário se fazer uma reforma geral, iniciando pelo telhado, que devido ao tempo começou a ceder, e agora com as chuvas, penetra toda a água pela laje, o que tem provocado risco de curto-circuito também".
Infiltração aumentou com as chuvas e toma conta do telhado. (Foto: Reprodução / Sintap/MT)

Conforme informou a assessoria do Sintap/MT, o Fiscal de Defesa Agropecuária e Florestal do Indea/MT, Luiz Armando, relatou que o problema da infiltração teria aumentado com as últimas chuvas. "Ela está tomando conta de toda a estrutura do LTM, inclusive do setor de Reserva de material, e nosso receio é perder todo esse material de trabalho, a Xiloteca, que é nosso arquivo considerado referência nacional", contou.

Ainda segundo o sindicato, a deputada federal, Rosa Neide (PT), destinou um recurso no montante de R$ 350 mil para a reforma. A obra, porém, que deveria ter sido iniciada em janeiro deste ano, ainda não começou.

"O que não entendemos e queremos uma resposta é por que ainda não se iniciou essa reforma? Querem esperar desabar o prédio para fazerem algo? É inadmissível essa situação, inclusive nessa semana ainda estive com a presidente do Indea para tratar desse assunto, e ela não me deu nenhuma solução imediata, além disso, tivemos uma denúncia de que o recurso destinado pela deputada foi utilizado pra outros fins", questionou a presidente do Sintap/MT.

Já o Diretor Técnico do Indea/MT, Renan Tomazele, que esteve no LTM na terça-feira, afirmou que será disponibilizado um novo local para o trabalho dos servidores até que a reforma do local seja concretizada. "Já está contratada a empresa que fará a reforma e com ordem de serviço emitida para iniciar os trabalhos", explicou ele.

O que diz o Indea/MT

A reportagem entrou em contato com o Indea/MT para questionar a denúncia feita pelos servidores da pasta e pelo Sintap/MT. Em nota, o Instituto esclareceu que o contrato da obra de manutenção do prédio já foi assinado e as atividades devem iniciar  na próxima semana. 

Leia a nota na íntegra 

A direção do Indea já assinou contrato com a empresa que vai executar a obra de manutenção do prédio, iniciando pelo telhado. A ordem de serviço já foi dada e a empresa deve inciar os trabalhos na próxima semana.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet