Olhar Direto

Domingo, 23 de janeiro de 2022

Notícias | Cidades

Sócio também é investigado

Com R$ 200 milhões na conta, empresário que comprou Corvette de Gusttavo Lima é alvo da PF

Foto: Reprodução

Com R$ 200 milhões na conta, empresário que comprou Corvette de Gusttavo Lima é alvo da PF
O empresário Marcos Rogério Araújo Nogueira, conhecido como 'Marquinhos', é um dos empresários alvos da 'Operação Argentarius', deflagrada na quarta-feira (1º) pela Polícia Federal, com objetivo de desestruturar uma organização criminosa que atuava como um banco paralelo financiando atividades criminosas como tráfico de drogas, contrabando de agrotóxico, roubo e adulteração de carga de insumos agrícolas. Outro que foi alvo é Erick Fernando Guilherme Nogueira, que aparece como sócio.

Leia mais:
Empresários conhecidos de Rondonópolis são responsáveis por movimentar R$ 220 milhões com ‘banco paralelo’

Marquinhos é bastante conhecido na região de Rondonópolis (215 quilômetros de Cuiabá), centro da operação da organização criminosa, segundo a Polícia Federal. Ele foi notícia em setembro de 2017, ao comprar um Chevrolet Corvette, cujo antigo dono era o cantor Gusttavo Lima, que gravou um vídeo mostrando a “máquina” para o empresário. 

 “Estou te entregando o carro, cuida bem. Quando eu estiver em Rondonópolis o franguinho caipira e o churrasco ‘é’ por sua conta”, disse à época o cantor em uma gravação. Vale ressaltar que o sertanejo não tem qualquer relação com a operação.

Em maio daquele ano, o empresário foi detido em Rondonópolis  por dirigir uma Ferrari modelo 458 Itália – avaliada em mais de R$ 1 milhão – embriagado e em alta velocidade.

Segundo informações do boletim de ocorrência nº 2017.178310, os policiais notaram que a Ferrari estava em alta velocidade e trafegava  fazendo 'zigue zague' pela avenida. Ainda segundo o Boletim, foram realizadas várias abordagens. "Tendo em vista que ele zig-zagueava" pela via e alternava a velocidade de maneira inconstante causando risco a ele  a terceiros".

Ao abordarem o suspeito, os policiais notaram claros sinais de embriaguez e solicitaram o exame de alcoolemia pelo qual foi identificado teor de 0,82 Mg/L de álcool, valor acima do permitido por lei. Os policias também encontraram no carro uma garrafa de whisky .

O outro alvo da Polícia Federal, Erick Fernando Nogueira, tem participação em quatro empresas (MR TRANSPORTES RODOVIARIOS LTDA; W.V IND. E COM. DE CEREAIS E INSUMOS AGRICOLA LTDA; MR FACTORING LTDA e MR FACTORING LTDA). 

Marcos Rogério aparece como sócio de Erick na MR. FACTORING LTDA (com capital social superior a R$ 1 milhão) e na MR TRANSPORTES RODOVIARIOS LTDA (com capital social de R$ 50 mil).

A PF confirmou que a Justiça autorizou o arresto das contas, onde estavam R$ 200 milhões.

As investigações mostraram que foram movimentados mais de meio bilhão de reais. Apenas entre os dois principais alvos as movimentações superaram 220 milhões. Foi constatado que os valores movimentados e os bens são incompatíveis com a renda declarada pelos envolvidos aumentando as suspeitas de que sejam produto de atividades criminosas.
 
Verificou-se também a existência de laranjas que emprestavam suas contas para que ocultar a origem e destino dos valores. Da mesma forma, essas pessoas não possuem poder econômico para tais movimentações.

Os criminosos usavam empresas de fachada (factoring, transportadora, imobiliária, entre outras) para a lavagem de dinheiro. Porém, nas investigações, não foram encontradas produções altas, que justificassem o montante movimentado por elas.

As empresas apontadas não tinham endereço e nem funcionários registrados. O grupo ainda confeccionava boletins de ocorrências falsos, relatando roubo de carga.  

O nome da operação faz referência aos “Argentarius”, que eram personagens do Império Romano responsáveis por bancos de depósito e operações de câmbio. Eram bancos particulares, com atuação, portanto, semelhante ao do principal alvo da ação.

A reportagem tenta localizar o advogado dos alvos.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet