Olhar Direto

Domingo, 23 de janeiro de 2022

Notícias | Política MT

dor da perda

Governador sanciona lei que obriga hospitais a terem quarto separado para mães que perderem bebê

Foto: Reprodução

Governador sanciona lei que obriga hospitais a terem quarto separado para mães que perderem bebê
O governador Mauro Mendes (DEM) sancionou recentemente a Lei Ordinária nº 11.572/21 que prevê que hospitais públicos e particulares tenham quartos separados para mães que perderem seus bebês. A medida também vale para as parturientes que tenham sido diagnosticadas com óbito fetal ou estejam aguardando ato médico para retirada do feto.

Leia também:
Governador apresenta resultados e comemora aplicação de 15% da receita em investimentos

De acordo com o projeto de lei, “as unidades das redes pública e privada de saúde localizadas no Estado de Mato Grosso devem verificar a possibilidade de ofertar às parturientes de natimorto acomodação, em leito ou ala, em área separada dos demais pacientes e gestantes”.

As despesas decorrentes da execução da lei deverão ser pagas por dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. A lei entrou em vigor no último dia 17 de novembro, quando foi sancionada. “Atualmente, boa parte dos hospitais não garante à mãe o direito de ver, nem ao menos de se despedir do filho falecido. Além disso, elas acabam sendo colocadas na ala da maternidade, onde acordam durante a noite ouvindo o choro do bebê alheio e, não raro, precisam repetir aos profissionais do próprio hospital, durante as visitas de rotina, que o delas faleceu” argumentou o autor da proposta, Dr Gimenez. 

A justificativa do Projeto de Lei, segundo o autor, era que “destaca-se que mulher em situação de luto experimenta sentimento de não pertencimento ao ambiente do parto em razão da morte do nascituro ou do feto. Com efeito, são reunidas mulheres, em condições tão diversas, no mesmo ambiente. De um lado, extrema felicidade, de outro, extrema tristeza”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet