Olhar Direto

Quarta-feira, 29 de junho de 2022

Notícias | Cidades

tinha 18 anos

Jovem que teve perna dilacerada em acidente morre após passar mais de duas semanas hospitalizado

Foto: Edição / OD

Jovem que teve perna dilacerada em acidente morre após passar mais de duas semanas hospitalizado
Gleidson Aparecido Cleveston da Silva, de 18 anos, morreu nesta quinta-feira (2) após passar mais de duas semanas internado em Cuiabá. No último dia 15 de novembro, o jovem sofreu um grave acidente na rodovia MT-170, no município de Juína (740 km de Cuiabá). 

Leia também:
Jovem de 18 anos tem perna dilacerada em colisão entre moto e camionete

De acordo com o site Juína News, Gleidson foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da cidade. O agravamento do quadro, porém, fez com que ele tivesse que ser transferido para Cuiabá para realizar o procedimento de hemodiálise, devido ao estado complicado de saúde. 

Ainda conforme o portal, Gleidson teve a perna amputada, sofreu uma fratura exposta em um dos braços e estava com sepse (inflamação causada no corpo todo) e insuficiência renal. Nesta quinta (2), os familiares do jovem, que vivem em Brasnorte e Juína, informaram que Gleidson teve morte cerebral e, logo depois, o óbito foi confirmado. 

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a partida precoce do jovem. Em uma postagem, uma internauta prestou uma homenagem a Gleidson. “Eu queria tanto você comigo, eu lembro da gente junto a cada momento.. Agora você corre no céu, estrela mais veloz cuida de mim”.

Sobre o acidente

 Gleidson Aparecido Cleveston da Silva, ficou gravemente ferido e teve uma das pernas dilaceradas em uma colisão entre uma motocicleta Yamaha XTZ 150 Crosser Z e uma camionete F1000. O acidente aconteceu no último dia 15 de novembro, na MT-170, cidade de Juína (770 km de Cuiabá).

Gleidson estaria conduzindo a moto quando teria colidido de frente com a camionete que seguia no sentido contrário da pista. Com o impacto, o jovem foi arremessado, sofreu lesões graves nos braços e pernas. 

O condutor da camionete contou a Polícia Militar que tentou desviar da vítima, mas não conseguiu evitar o abalroamento. Ambos envolvidos no acidente tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os veículos também não tinham restrições.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet