Olhar Direto

Terça-feira, 24 de maio de 2022

Notícias | Política MT

liturgia do cargo

Mauro diz que não descarta conversa com Lula: “aberto para dialogar com qualquer corrente de pensamento político”

10 Dez 2021 - 17:00

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Mauro diz que não descarta conversa com Lula: “aberto para dialogar com qualquer corrente de pensamento político”
O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que não descarta dialogar com o ex-presidente Lula (PT) caso o pré-candidato venha a Mato Grosso, assim como recebeu nomes como o governador de São Paulo João Dória (PSDB). Segundo Mauro, ele está aberto para dialogar “com qualquer corrente de pensamento político ou ideológico”.

Leia também:
Governador ‘lamenta’ sinalização de greve e dispara: “não é com pressão que vai conseguir alguma coisa”

Na última semana, o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (Solidariedade), realizou um evento em Cuiabá para anunciar que iria coordenar um comitê pela campanha de Lula à presidência da República em 2022. Na ocasião, Pátio afirmou que iria discutir com Mauro Mendes sobre a possibilidade e questioná-lo sobre “qual estado ele quer”.

“Eu posso dialogar com qualquer um, não tem problema, eu como governador represento o Executivo do estado de Mato Grosso, dos 3,5 milhões de mato-grossenses, se tem um, ou cem, ou mil, ou dez mil, ou alguns milhões de mato-grossenses que pensa A, pensa B, está a favor do candidato A ou B, eu não posso, como governador do estado me furtar de dialogar. Uma coisa é eu dialogar com qualquer corrente política, com qualquer cidadão, ouvir qualquer pleito, e outra coisa muito diferente é tomar alguma decisão a esse respeito. Eu estou aberto para dialogar com qualquer corrente de pensamento político ou ideológico”, afirmou Mauro na última quinta-feira (9).

Mauro, inclusive, disse que poderia até mesmo receber Lula em seu gabinete em uma visita de cortesia. “Como governador eu tenho dever de agir coma liturgia do cargo. Como governador eu devo respeito a todas as autoridades, as leis brasileiras, e eu tenho que agir com prudência, eu não posso descartar possibilidade de A, B ou C, ou refutar, não tenho nada contra nem a favor de nenhum candidato, não estou nesse momento pensando em política eleitoral para 2022, estou focado em gestão, e como governador eu tenho o dever de ouvir, de receber, de fazer o lado institucional do cargo que eu represento”, afirmou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet