Olhar Direto

Segunda-feira, 27 de junho de 2022

Notícias | Política MT

bandeira branca?

Emanuel diz que reação a pedido por Centro de Triagem foi 'desproporcional' e pede união para enfrentar a pandemia

Foto: Luiz Alves/ Secom

Emanuel diz que reação a pedido por Centro de Triagem foi 'desproporcional' e pede união para enfrentar a pandemia
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que a reação do governador Mauro Mendes (DEM) à sua fala – de que seria prudente reabrir o Centro de Triagem – foi desproporcional. Para o emedebista, é necessário unir esforços para enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e o surto de Influenza.

Leia também:
Emanuel descarta decreto com medidas restritivas apesar de surto de gripe e aumento de casos da Covid-19

“Reação desproporcional por parte do governador do Estado. Não é vergonha nenhuma querer o melhor para a nossa gente, eu faço tudo por Cuiabá e pelo meu povo. Na condição de prefeito de Cuiabá conheço bem os desafios do enfrentamento à pandemia e conheço bem a minha missão, minha autoridade como prefeito de poder cobrar do Estado sua posição como instância superior da política e da administração pública local”, afirmou Pinheiro, em live realizada em suas redes sociais na última terça-feira (11).

Emanuel ainda afirmou que prefere ouvir a população que atualmente critica a troca de ofensas entre ele e Mauro. “Pensei, refleti ouvindo minha família, nosso grupo político, e é verdade. Dá aquela raiva, sou ser humano também, tenho sangue nas veias, dá raiva, reação imediata, principalmente eu que sou muito emotivo, paixão pura, mas a população, a maioria tem razão. Quem sai perdendo nessa discussão infrutífera é a população cuiabana, e eu não estou aqui por isso”, argumentou.  

Emanuel questionou, ainda em sua live, se ele como prefeito não poderia “humildemente fazer uma sugestão ao governador”. “Será que como prefeito da cidade eu não poderia falar isso? Claro que sim. É minha obrigação, minha função inclusive. O que não dá, é como gestor da cidade, reeleito pelo voto popular, ouvir ao invés de uma palavra de apoio e solidariedade, ofensas desproporcionais e das mais descabidas”, disparou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet