Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Notícias | Política MT

Rival nas urnas?

Júlio diz que VG tem espaço para candidatura de presidente da Câmara, mas Fábio tem ‘carta de alforria’ para deixar o DEM

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Júlio diz que VG tem espaço para candidatura de presidente da Câmara, mas Fábio tem ‘carta de alforria’ para deixar o DEM
O ex-governador Júlio Campos (DEM) afirmou que não há disputa de espaço com o presidente da Câmara de Vereadores de Várzea Grande Fábio Tardin (DEM), mesmo que os dois, do mesmo partido, queiram concorrer ao cargo de deputado estadual. Júlio lembrou que VG é o segundo maior colégio eleitoral do estado e tem espaço para “até mais”, como é o caso do atual deputado Eduardo Botelho, que é da cidade industrial. No entanto, citou que o vereador tem “carta de alforria” para deixar o partido quando quiser.

Leia também:
Presidente da Câmara de VG diz que não vai abrir mão de candidatura para apoiar Júlio Campos

“Cabe, cabe até mais, Várzea Grande tem outro candidato que é o Botelho, que é um candidato a reeleição natural que é de Várzea Grande. Eduardo Botelho, sempre tem dez mil votos em Várzea Grande. Você tem que entender que o Várzea Grande é o segundo maior colégio eleitoral do Estado, 190 mil eleitores, dá de ter no mínimo cinco, seis, sete candidatos da cidade, nos quais dois ou três pode ser eleito desde que tenha base, não há problema”, disse o ex-governador na última sexta-feira (21).

Campos afirmou que Fábio é seu amigo, e que ele pode concorrer pelo DEM ou deixar a sigla. “É filiado no DEM, tem uma carta de alforria já dada pelo DEM para ele, se ele quiser mudar de partido, mesmo sendo vereador eleito, o partido libera ele para traçar novos rumos, não há nenhuma dificuldade, o relacionamento nosso é muito afável”, argumentou.

“Várzea Grande não é só Fábio, Júlio Campos e Botelho, tem outros candidatos da oposição, tem o ex-prefeito Wallace Guimarães que quer ser candidato, o ex-prefeito Tião da Zaeli que é um também é um nome lembrado. Vários políticos de Várzea Grande que tem pretensões e é justo, porque uma cidade pólo praticamente. Para se ter uma ideia, na eleição passada Várzea Grande votou em 120 candidatos a deputados”, completou o ex-governador.

Recentemente, Tardin afirmou ao Olhar Direto que não abriria mão de sua candidatura a deputado estadual para facilitar a candidatura do ex-governador Júlio Campos (DEM). "Se eu não for candidato posso até apoiar ele [Júlio Campos], porém dificilmente vou retroceder", afirmou em entrevista por telefone ao Olhar Direto.  "Lá na frente vamos fazer uma pesquisa, se eu achar que tenho viabilidade vou ser candidato, até porque disputei 4 eleições e ganhei as 4, mas se eu não disputar teremos muito trabalho pela frente, até porque tenho 3 anos de mandato ainda".
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet