Olhar Direto

Domingo, 26 de junho de 2022

Notícias | Política MT

ENCONTRO COM EVANGÉLICOS

Gabinete de Bolsonaro se recusa a informar quanto custou viagem do presidente a Cuiabá

Foto: Rogério Floretino/Olhar Direto

Gabinete de Bolsonaro se recusa a informar quanto custou viagem do presidente a Cuiabá
O gabinete do presidente Jair Bolsonaro (PL) negou, nesta terça-feira (17), pedido de informação para apresentar a prestação de contas do valor gasto com suprimento de fundos na viagem que foi feita a Cuiabá, no dia 19 de abril. A solicitação foi feito pela reportagem do Olhar Direto

Leia mais:
Diretório nacional do PT rejeita pedido da defesa e mantém Tigresa Vip fora do partido

O presidente passou 5 horas em Cuiabá para atender a agenda com pastores evangélicos e lideranças políticas locais. Apoiadores realizaram uma “motociata” em homenagem ao presidente, que percorreu o Centro Histórico e o Centro Político e Administrativo da capital mato-grossense. 

Em resposta ao pedido de informação, o gabinete presidencial alegou que o prazo para prestação de contas é de até 30 dias. O manual técnico para declaração de suprimento de fundos prevê que o prazo de um mês é o prazo máximo, podendo a declaração de gastos ser apresentada antes do período. 

Em recurso encaminhado à Controladoria Geral da União (CGU), a reportagem lembrou que o manual técnico também determina que a declaração de gastos deve ser feita de forma imediata e que o prazo de 30 dias representa o prazo máximo. 

A data limimte para apresentação de gastos do governo encerra na próxima quinta-feira (19) quando completa um mês da visita do presidente a Cuiabá. A CGU tem até a próxima segunda-feira (23) para responder à solicitação feita pela reportagem. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet