Olhar Direto

Quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Notícias | Cidades

TRABALHO DA DHPP

Criminosos foragidos atingiram criança de um ano durante tentativas de homicídios; veja nomes

Foto: Rogério Florentino - OD

Douglas, João, Jeferson e Flávio.

Douglas, João, Jeferson e Flávio.

Os criminosos responsáveis por matar Enderson Júlio da Silva Leite, de 23 anos, conhecido como Dinho, e cometer outras seis tentativas, atingiram uma criança de um ano, durante atentado registrado no dia 6 de maio do ano passado, em Várzea Grande.

Torturado e esquartejado, jovem levava vida dupla e foi "punido" por circular entre bandidos e policiais

Conforme o inquérito conduzido pelo delegado Caio Fernando Albuquerque, os investigados respondem pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e integração de organização criminosa.

Eles foram identificados como: Douglas Xavier da Silva Campos, vulgo Dodô, João Carlos de Campos Junior, Jeferson Avalo, e Flávio Rodrigues Carneiro. Dodô é apontado como o executor de Enderson e líder da facção criminosa na região.

O primeiro crime vitimou Enderson. Ele foi sequestrado no dia 6 de maio e sete dias depois encontrado com mãos e pés amarrado na região do bairro Formigueiro. Dinho morreu em decorrência de enforcamento e teve o corpo esquartejado.  

A investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) revelou que o rapaz circulava entre criminosos, mas colaborava também com o trabalho da Polícia. Por conta disso, teve a morte decretada pelo ‘tribunal do crime’.

“Pela circunstância e pelo que a gente apurou até então, há indicativo de que a vítima era faccionado e passou a ser um colaborador/informante da Polícia. Ao ser descoberto, recebeu o pecado capital da morte”, explicou o delegado Caio Fernando Albuquerque, do Núcleo de Repressão a Homicídios da praticados por integrantes de organizações criminosas, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (20).

Depois de executar Enderson, os criminosos tentaram ainda matar o irmão dele, também apontado como informante. Na ocasião, cinco pessoas quase foram mortas. Um bebê de um ano chegou a ser baleado na perna.

Também houve tentativa de execução contra outro homem, apontado como colaborador da Polícia.

Operação Comando da Lei 

Nesta segunda-feira (20), policiais da DHPP deflagraram operação para cumprir oito mandados de prisão e de busca e apreensão contra criminosos envolvidos no homicídio de Enderson. 

A Operação Comando da Lei é realizada com o efetivo da DHPP de Cuiabá e apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil e do Centro Integrado de Operações Aéreas de Segurança Pública (Cioaper).
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x