Olhar Direto

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Política BR

13 MANDADOS

Ex-ministro da Educação é preso em operação da PF que investiga corrupção; pastores são alvos

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Mandado de prisão preventiva expedido contra Milton Ribeiro cita crime de corrupção passiva

Mandado de prisão preventiva expedido contra Milton Ribeiro cita crime de corrupção passiva

Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro, e outras quatro pessoas, entre elas o pastor Arilton Moura, tiveram prisão preventiva decretada por suspeita de tráfico de influência no Ministério da Educação (MEC), na manhã desta quarta-feira (22).

Leia também 
Secretário diz que criação de CPI é “decisão política”, mas pontua que definição de preços da Petrobras deve mudar

A PF também cumpre 13 mandados de busca e apreensão em Goiás, São Paulo, Pará, e Distrito Federal. Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) apontou desconformidades de, aproximadamente, R$ 13 bilhões. 

O mandado de prisão preventiva expedido contra Milton Ribeiro cita crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

A operação “Acesso Pago” investiga a prática de tráfico de influência e corrupção para liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x