Olhar Direto

Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Notícias | Cidades

TRÊS APARTAMENTOS EM CHAMAS

“Minha casa era meu sonho”, lamenta moradora que teve apartamento destruído por incêndio em VG; veja novos vídeos

Foto: Reprodução

Ramona morava com dois filhos no apartamento, que foi destruído pelo incêndio

Ramona morava com dois filhos no apartamento, que foi destruído pelo incêndio

Em novembro do ano passado, a gerente financeira Ramona Soares Cavalcante, de 30 anos, pegou a chave de um dos apartamentos no condomínio Chapada dos Ipês, em Várzea Grande. Ela define a mudança, que aconteceu em janeiro, como a realização de um sonho. No entanto, no último sábado (25), o apartamento dela e de outras duas famílias viraram cinzas em menos de 24 horas. 

Leia também 
Três apartamentos do mesmo condomínio pegam fogo em menos de 24 horas em VG; veja vídeo

Entre a noite de sábado (25), quando o apartamento de Ramona pegou fogo, e a manhã de domingo (26), três incêndios foram registrados no condomínio. Até o momento, os moradores ainda não sabem como as chamas começaram. 

Ramona tinha saído com o namorado e o filho mais novo, de quatro anos, para comprar baguncinha perto do prédio. Pouco tempo depois de sair, ela recebeu uma ligação por vídeo do filho mais velho, de 14. 

O adolescente tinha ficado no parquinho do condomínio brincando com outras crianças e viu quando o apartamento da família começou a pegar fogo. A gerente financeira lembra que, em aproximadamente 20 minutos, tudo que havia sonhado pegou fogo. 

“Ele me ligou por vídeo falando: mãe, mãe, está pegando fogo. Voltei correndo desesperada para casa. Quando chegamos lá, os moradores já tinham apagado o fogo, o Corpo de Bombeiros estava lá também. Quando entrei [no apartamento], não tinha mais nada”. 

Ela conta que, quando se mudou para o apartamento, comprou móveis e eletrodomésticos novos. O incêndio sem explicação reduziu tudo a pó, inclusive alimentos que ela havia acabado de comprar e as roupas da família. 

“Sala, cozinha… tudo queimado. Os quartos ficaram destruídos. Não sobrou nada. As roupas que sobraram tentei lavar, mas as manchas do incêndio não saem. Ficamos sem nada, a única coisa que sobrou foi meu carro que estava lá embaixo”. 

Dependendo de doações de alimentos e roupas, a família está hospedada em um hotel de Várzea Grande, custeado pela MRV (construtora responsável pelo condomínio).

Ramona lamenta que não tem para onde ir, assim como as outras famílias que foram prejudicadas pelos incêndios. No entanto, os moradores reclamaram da assistência oferecida pela construtora. 

“Estão dando so almoço e janta. Uma marmita que não tem como comer, feijão duro, carne dura. Nem água deixaram liberado no hotel para tomarmos”. 

A MRV informou, por meio de nota, que até a emissão do laudo pericial, que deve apontar a causa dos incêndios, as três famílias ficaram hospedadas no hotel. 

Leia o posicionamento na íntegra:

POSICIONAMENTO MRV - Chapada dos Ipês, Várzea Grande
 
28 de junho de 2022

A construtora informa que, até a emissão do laudo pericial, as três famílias moradoras dos apartamentos em que ocorreram os incêndios serão atendidas com hospedagem em hotel no município de Várzea Grande. As demais famílias também seguirão amparadas pela hospedagem em hotel, até a liberação do Corpo de Bombeiros para o retorno aos apartamentos.

Veja os vídeos:
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x