Olhar Direto

Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

DESLIZE

Wilson Santos diz que Mauro deixou alianças escorrerem pelos dedos e que eleição não será fácil

Foto: Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Wilson Santos diz que Mauro deixou alianças escorrerem pelos dedos e que eleição não será fácil
“O governador Mauro Mendes (União) deixou escapar por entre os dedos o apoio do PSD, e o apoio do Neri Geller (PP)”, avaliou o deputado estadual Wilson Santos (PSD). O parlamentar, que caminhará ao lado de Mendes para a reeleição e ao lado de Geller para o Senado, disse que o chefe do executivo mato-grossense poderia ter evitado o que chamou de ‘deslize’. A declaração foi dada ao Olhar Direto na manhã desse sábado (6).

Leia Mais:
PSD decide coligar com chapa de Márcia Pinheiro e Neri, mas libera filiados

Para Santos, o governador poderia ter feito como Dante de Oliveira, que nos anos 90 costurou uma mega aliança que incluíram mais de 16 siglas. “Na minha opinião, ele teve tudo nas mãos, teve tempo, tinha trânsito com todas as agremiações partidárias. Fico me perguntando como é que escorregou isso, vazou por entre os dedos do governador. O PSD, onde a maioria majoritária, absoluta, quase que total queria estar no palanque do governador agora está dividido”, afirmou.

O apoiador de Mauro comentou ainda que uma eleição que os analistas diziam que iria ser vencida por WO, agora será polarizada e muito difícil. “Previam WO e agora não vai ser WO. A eleição não será fácil. De novo teremos esse cenário complicado. Temos a força de uma candidatura feminina. Além disso, por trás dela há forças inteligentes. Então a eleição vai pegar fogo. E nós teríamos, em Mato Grosso a princípio, só as disputas para o senado acirradas. A questão já estava resolvida a disputa seria entre Natacha, Neri, Welligton e Galvan. Agora será desgastante e dura para o governo também”, argumentou.

Por fim, reiterou que acredita no projeto de Mauro Mendes e que seguirá ao seu lado, mas que para o senado irá apoiar Neri Geller. “O PSD aliou-se à federação, mas na ata deixou os seus filiados e candidatos livres. Então eu vou optar pela candidatura Mauro Mendes. Vou marchar porque eu entendo que o Mauro fez um bom governo e precisa continuar. Já para o senado caminharei com o Neri”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x