Olhar Direto

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Notícias | Política MT

defendeu pms

Botelho promete moção de aplausos para policiais acusados de agredir suspeito de matar motoristas: "heróis"

Foto: Olhar Direto

Botelho promete moção de aplausos para policiais acusados de agredir suspeito de matar motoristas:
O presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (União), disse que vai conceder moção de aplausos aos policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que são investigados por supostamente terem agredido um homem de 20 anos, preso suspeito de ter assassinado três motoristas de aplicativo em Várzea Grande. Isso porque ele desacredita da suposta agressão


Leia também
Suspeito de envolvimento na morte de três motoristas de aplicativo presta depoimento; veja vídeo
 
Em entrevista na manhã desta segunda-feira (22), o parlamentar repudiou o pedido do Ministério Público (MPMT) para que a Corregedoria da Polícia Civil investigue os policiais. Lucas Ferreira da Silva, 20 anos, afirma ter sido agredido com “diversos tapas” no período que ficou na DHPP, que fica sediada na Avenida Tenente Coronel Duarte, a Prainha.
 
“Eu vou propor uma moção de aplausos para esses policiais, porque eles foram eficientes, prenderam esses malandros, esses psicopatas e tiraram do meio da sociedade. Sinceramente, eu repudio essa atitude do promotor. Eles não apanharam nada, tá lá a cara deles limpinha, estavam comenda e se brincar eles estão rindo ainda. Tem que fazer leis mais duras, deixá-los presos, tinha que ficar lá 30, 40 anos presos”, disse Botelho aos jornalistas.
 
A acusação ocorreu durante audiência de custódia, na última quarta-feira (17), um dia após a prisão. Lucas e dois adolescentes de 15 e 17 são suspeitos de executarem Elizeu Rosa Coelho, 58 anos, Marcio Rogerio Carneiro, 34 anos, e Nilson Nogueira, 42 anos.
 
“Com todo respeito ao trabalho do promotor, ele deveria ouvir a comoção popular primeiro. Nos depoimentos, as pessoas investigadas demonstram totalmente desprezo pela vida humana e inclusive demonstraram prazer (em matar)”, opinou.
 
Botelho por sua vez parabenizou os policiais da DHPP e os classificaram como heróis. O laudo do corpo de delito realizado em Lucas não apontou lesões.
 
“Eles não apanharam nada, muito pelo contrário. Os policiais foram heróis, pegaram rapidamente e eu repudio essa atitude do promotor, que pediu para abrir essa investigação contra os policiais”, completou.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet