Olhar Direto

Domingo, 21 de julho de 2024

Notícias | Cidades

APÓS FUGA DE DETENTOS

Vídeo mostra operação para transferir 318 detentos do presídio do Capão Grande; veja

Foto: Reprodução

Vídeo mostra operação para transferir 318 detentos do presídio do Capão Grande; veja
Vídeo de uma operação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), realizada entre a noite de domingo (5) e segunda-feira (6), mostra agentes realizando a transferência de 318 presos do Centro de Ressocialização de Várzea Grande, popularmente conhecido como Presídio do Capão Grande. Os detentos foram encaminhados para a Penitenciária Central do Estado (PCE).


Leia mais
Mulher mata o marido queimado em Várzea Grande e é presa pela Polícia Militar


A substituição acontece após três reeducandos fugirem do local depois de cavarem um buraco na cela. Outros cinco presos também tentaram escapar, mas foram recapturados por agentes penais.

Na gravação, é possível ver uma fila de policiais recebendo orientações sobre a operação. Em outro trecho, observa-se um comboio de viaturas e ônibus chegando à unidade prisional e, em seguida, realizando a transferência.

Ainda, é possível ver os policiais fortemente armados entrando nas celas e retirando um a um os presos, que saem algemados e de cabeça baixa.

A fuga dos três detentos do presídio foi o estopim para a decisão. Contudo, como noticiado pela reportagem, a transferência já estava prevista. Isso porque após uma correição realizada na unidade, em 2023, foi apontado relatos de tortura, superlotação, calor excessivo, e precariedade das celas, bem como a infestação de escorpiões e ambientes danificados pela ação do mofo e sujeira na unidade. Por conta disso, o juiz Geraldo Fidelis, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá, determinou interdição do local.

Na decisão, o magistrado ainda deu o prazo de 120 dias para que os detentos do Presídio do Capão Grande fossem transferidos para outras unidades prisionais, como a Penintenciária Central do estado (PCE), para onde parte deles foram levados.

O secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), César Roveri, disse que a nova unidade trará muito mais segurança e condições tanto aos servidores quanto aos detentos. 

“O motivo dessa transferência é que a unidade era muito antiga, não oferecia condições de trabalho, de ressocialização e estava com problemas estruturais”. 

“A nova unidade é moderna, com detector de metal, com condições de trabalho para os servidores e condição do cumprimento da pena. Estamos, sim, cumprindo a decisão judicial, mas também dando mais humanização no cumprimento das penas”, afirmou. 

O chefe da Sesp afirmou que as buscas pelos fugitivos seguem.

“Continuamos e intensificamos as buscas para a captura desses reeducandos para que eles possam voltar e cumprir suas penas já nessa nova unidade”, acrescentou. 

Veja
 
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet