Olhar Direto

Domingo, 21 de julho de 2024

Notícias | PodOlhar

NO PODOLHAR

Thiago critica Paisagista por buscar unção de Bolsonaro e diz que importante é discutir problemas de Rondonópolis

Foto: Reprodução/PodOlhar

Thiago critica Paisagista por buscar unção de Bolsonaro e diz que importante é discutir problemas de Rondonópolis
Se autodenominando como um político de “direita moderada”, o deputado estadual Thiago Silva (MDB) afirmou que seu adversário na corrida pela Prefeitura de Rondonópolis (212 Km de Cuiabá), o também deputado Claudio Paisagista (PL), busca a qualquer custo ser ungido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).


ASSISTA A ÍNTEGRA DO PODOLHAR COM THIAGO SILVA, PRÉ-CANDIDATO EM RONDONÓPOLIS:


Na avaliação de Thiago, o apoio de Bolsonaro é importante na disputa pelo comando do município, mas pondera que na eleição municipal, os eleitores estão mais preocupados com os problemas municipais, desconsiderando apoio de lideranças nacionais.

“Muitos estão esperando que vão ser ungidos à candidatos a prefeito de Rondonópolis*. A eleição de prefeito é muito em torno dos problemas da cidade. Eu votei no presidente Bolsonaro, acredito no trabalho que ele desenvolveu, mas eu vejo que agora a nossa principal preocupação é resolver as crises que temos em Rondonópolis (...) claro que é importante sim o apoio do ex-presidente, mas eu vejo que o voto agora, a escolha do candidato é muito em cima do trabalho prestado, é muito em cima das propostas”, afirmou, em entrevista ao PodOlhar, videocast do Olhar Direto, já disponível no Youtube.

A disputa pela benção de Bolsonaro começou desde o ano passado, quando as pré-candidaturas em Rondonópolis começaram a se desenhar. Paisagista buscou se colocar como representante legítimo da extrema direita e do bolsonarismo e até se filiou ao PL.

Além disso, passou a acusar Thiago de ter alinhamento com a esquerda. Em resposta, o emedebista reforçou que sempre esteve filiado na mesma legenda e acusou o rival de mudar de partido conforme sua conveniência.
 
“Eu fui convidado para me filiar no PL, mas eu já tenho um histórico, eu não sou de ficar mudando de partido, tem que cara que a cada eleição muda de partido da forma que for mais conveniente. Lá atrás foi ligado à esquerda, aí depois foi para o DC, aí depois (mudou para o PL). Eu sou filiado do MDB desde meus 16 anos, estou com 41 anos de idade”, disse.

“E essa questão de partido eu acho que não interfere muito porque até mesmo os dias atrás o presidente Bolsonaro esteve aqui no Mato Grosso e falou, não precisa de votar só nos candidatos do meu partido. Tem outros candidatos de outros partidos que são bons também”, pontuou.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet