Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de julho de 2024

Notícias | Política MT

PROBLEMA RESOLVIDO

SES aprova liberação de R$ 60 mi para Saúde de Cuiabá e Gilberto rebate Emanuel: 'estado não age contra a capital'

Foto: SES-MT

SES aprova liberação de R$ 60 mi para Saúde de Cuiabá e Gilberto rebate Emanuel: 'estado não age contra a capital'
Representantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES) foram favoráveis ao incremento de R$ 60 milhões para a Saúde de Cuiabá. O parecer foi validado na quinta-feira (23), durante reunião extraordinária da Comissão Intergestores Regional (CIR) da Baixada Cuiabana, e após a análise de todos os documentos entregues pela prefeitura.


Leia também
Empresa de ônibus é multada por não ter cumprido horário de viagem


O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), chegou a acusar o governo de boicotar a capital por não ter deliberado sobre a liberação do recurso antes. Ele comentou que o Executivo estadual não havia colocado o tema em pauta da CIR sob alegação da necessidade de estudo adicional o que, para ele, é incomum. Ele ameaçou denunciar o caso ao Ministério da Saúde.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, rebateu a declaração do prefeito e ressaltou que o estado não age contra Cuiabá.

“Após a análise de todos os documentos relacionados à produção do município, foi possível emitir um parecer técnico favorável a esse incremento de R$ 60 milhões. Ao contrário do que pensa o prefeito de Cuiabá, isso nos deixa satisfeitos, pois pode ser reverter em serviços melhores para a população. O Estado não age contra o município, o Estado age com responsabilidade”, disse.

A diretora do Escritório Regional de Saúde da Baixada Cuiabana, Claudia Moreno, conduziu a reunião e enfatizou que o repasse foi aprovado conforme o texto da ementa, que traz detalhamento específico relativo ao montante.

“Conforme o processo instruído, a documentação apresentada e a análise técnica da SES, foi aprovada a solicitação dos R$ 60 milhões, nos quais R$ 21,6 milhões são para a incorporação ao Teto Financeiro de Média e Alta Complexidade e o restante se refere a valores adicionais apresentados pelo município para auxílio extraordinário à rede assistencial, em virtude do cenário estado de calamidade pública no âmbito da gestão administrativa, assistencial e financeira na área da saúde, para apreciação do Ministério da Saúde”, explicou.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet