Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de julho de 2024

Notícias | Cidades

operação da polícia federal

Empresário e dentista acusados de tráfico de drogas são presos em condomínio de luxo em Cuiabá

Foto: Reprodução

Empresário e dentista acusados de tráfico de drogas são presos em condomínio de luxo em Cuiabá
A Polícia Federal prendeu nesta última quarta-feira (22), em Cuiabá, o empresário Flávio Henrique Lucas e sua esposa, a cirurgiã dentista Mara Kenia Dier, em meio às investigações da Operação Escadotes, que apura uma organização criminosa de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.Também foram detidos Kelvin Diego Minott Egues e Thiago de Oliveira, segundo informações do site Midia News. 


Leia também
Mauro acena positivamente para que Fábio Garcia coordene campanha de Botelho, mas pede diálogo

Flavio e Kenia foram detidos em um condomínio de luxo no Bairro Bosque da Saúde, na Capital.  O momento da detenção foi transmitido ao vivo pelo programa Cadeia Neles, da TV Vila Real, na edição de quarta. 

Ao todo, a PF cumpriu 7 mandados de prisão preventiva e 13 mandados de busca e apreensão,  expedidos pela Justiça Estadual de Mato Grosso.

Segundo a PF, o grupo criminoso operava de Cuiabá e, daqui da Capital, enviava drogas e armas escondidas em fundos falsos produzidos em veículos alugados, tendo como destino diversas regiões no Brasil.

As investigações tiveram início em agosto de 2023,  durante a prisão em flagrante de uma pessoa que transportava cerca de 40 kg de entorpecentes em um fundo falso de veículo. As investigações foram aprofundadas, fazendo com que a polícia chegasse aos líderes do grupo criminoso.

Estima-se que o grupo tenha transportado toneladas de entorpecentes e diversas unidades de armas de fogo de uso permitido e restrito para outros estados da federação. 

A Operação Escamotes conta com aproximadamente 50 policiais federais e  8 membros do Gaeco de Mato Grosso. 

O nome da operação deriva do verbo escamotear, que significa: “encobrir (algo) com rodeios ou subterfúgios”, fazendo alusão ao modus operandi do grupo, que transportava os entorpecentes em fundos falsos produzidos nos veículos (transportar a droga escondida/escamoteada).
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet