Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de julho de 2024

Notícias | Política MT

menos barulho e libras

ALMT leva 2,5 mil crianças com deficiência para assistir espetáculo inclusivo em circo

Foto: Vanderson Ferraz

ALMT leva 2,5 mil crianças com deficiência para assistir espetáculo inclusivo em circo
Um espetáculo especial: menos barulho, luzes fracas e tradução em libras. Nesse cenário, muitos alunos portadores de deficiências assistiram ao espetáculo do Circo Maximus, dessa terça-feira (28), em Cuiabá. Davi Ortega, de nove anos, da Escola Municipal Orzina de Amorim Soares, foi um dos pequenos que vibrou com as apresentações.


Leia também 
Fotógrafo de MT registra onça-pintada pulando em rio e atacando jacaré no Pantanal

Ele está entre as 2,5 mil crianças beneficiadas pelo projeto social do circo, o Inclusive, que proporciona ingressos sociais. Em Cuiabá, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) reuniu parceiros para levar a magia circense às crianças. 

Foram dois espetáculos, em 21 e 28 de maio, com direito a pipoca e refrigerante, quando as crianças se divertiram com os shows dos palhaços, malabaristas, acrobatas e até uma versão adaptada do globo da morte. 

O presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho e a esposa Sônia Meira estiveram na plateia composta por pais, professores e portadores de deficiências: físicas, intelectuais e sensoriais.

“A Assembleia fez o papel de unir todos os parceiros em benefício desse projeto do Circo Maximus que alegra nossas crianças. Conseguimos a doação do lanche, transporte e do apoio da Polícia Militar. Assisti o espetáculo e lembrei do tempo de criança, é muito bacana mesmo. A gente volta a ser criança”, disse Botelho.

Para Sônia Meira Botelho todo espetáculo ficará eternizado na memória das crianças ligadas às instituições de caridade e atípicas. “Não tenho palavras para expressar tamanha alegria e orgulho da sensibilidade tanto do circo, quanto da Assembleia e dos colaboradores, que proporcionaram esse momento de entretenimento”.

A mesma emoção tomou conta da família do assessor de imprensa Jardel Silva, que, acompanhado da esposa Aline Araújo e Silva, levou os quatro filhos, sendo dois deles autistas, e um sobrinho para curtir o Circo Maximus. “É uma benção essa oportunidade porque nem sempre temos isso, ainda mais para crianças que precisam de cuidados redobrados”, afirmou Aline. 

“As famílias que têm filhos especiais enfrentam barreiras para passear com eles porque sabem que vai ter muito barulho, muita luz. Geralmente procuram outra atividade. Então, ficamos felizes e as crianças também. Ainda mais a gente que é uma família tão grande”, completou Jardel. 

“Oportunidade única”, foi assim que a moradora do bairro Pedra 90, Daiane Custódio Borges definiu a noite de circo. Ela levou a filha Amabilym Vitória, de sete anos, portadora de Espinha Bífida, para vivenciar a experiência circense inclusiva. “Amabilym nunca tinha vindo ao circo e passou o dia ansiosa esperando por esse momento”, contou Daiane.

Circo Maximus 

Com 150 integrantes e três unidades no país, a empresa familiar do Circo Maximus, se apresenta pelo brasil há 20 anos. A temporada em Cuiabá vai até julho, com espetáculo diário, às 20h, exceto na quarta-feira.  E crianças de dois a 12 anos têm direito a meia entrada.

 “Vários pais pediram para que adaptássemos o espetáculo com menos barulho e luz reduzida. Então, foi assim que surgiu o Projeto Inclusive. Há um ano temos esse espetáculo adaptado. É um prazer para nós juntamente com a Assembleia fazer esse super show para as crianças”, destacou o diretor do Circo Maximus, Bem Hur de Jesus Vieira.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet