Olhar Direto

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Notícias | PodOlhar

PodOlhar

Perri defende salários de magistrados e diz que má remuneração atrairia corruptos e mercenários

Foto: PodOlhar

Perri defende salários de magistrados e diz que má remuneração atrairia corruptos e mercenários
O desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), defendeu os altos salários recebidos por magistrados. Atualmente, um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) recebe como salário valor superior a R$ 40 mil. O montante serve de parâmetro para magistrados em todo Brasil. Conforme o desembargador de MT, o problema não são os valores da magistratura, mas sim a baixa remuneração das outras profissões. Ainda segundo Perri, caso um juiz não tenha uma boa remuneração, atos de corrupção serão comuns. O desembargador participou do PodOlhar, podcast do site Olhar Direto conduzido pelo jornalista Airton Marques, em parceria com o também jornalista Arthur Santos da Silva.



 
“O problema é exatamente a comparação que se faz. Hoje nós temos um salário-mínimo muito baixo no país e quando se compara com qualquer outro que passe de R$ 20 mil, a população, de uma maneira geral, acha absurdo. Mas na verdade não é o juiz que está ganhando muito, é a nossa população que está ganhando pouco”, avaliou o desembargador.
 
Ainda segundo o desembargador, é preciso trabalhar para não achatar os salários daqueles que estão com um valor mais elevado. Salários baixos em tribunais pelo Brasil trariam à carreira verdadeiros mercenários.
 
“O magistrado precisa ser bem pago. Eu temo pela magistratura nacional no futuro. Porque, do contrário, se não se pagar um salário justo ao magistrado, nós vamos ter mercenários dentro da magistratura. Quem virá para as fileiras do Judiciário serão apenas aqueles incompetentes que não conseguem ganhar cinco contos aqui fora como advogado, ou os corruptos. Porque para os corruptos não existe lugar melhor para se ganhar dinheiro do que a magistratura. Pelas oportunidades de corrupção que a profissão oferece”, disse Perri.
 
Ainda conforme o desembargador, se a população almeja por uma Justiça Limpa, onde a corrupção não esteja presente, bons salários são necessários. “Não estou aqui a defender os corruptos, não. A necessidade muitas vezes faz o ladrão. Então eu defendo sim que a magistratura precisa ser bem remunerada para nós evitarmos os vendilhões dentro das nossas fileiras”.

Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet