Olhar Direto

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Notícias | PodOlhar

celulares e drogas

Perri diz que ‘generalato’ comanda o crime de dentro das cadeias: ‘não é um problema fácil de ser resolvido’

Foto: PodOlhar

Perri diz que ‘generalato’ comanda o crime de dentro das cadeias: ‘não é um problema fácil de ser resolvido’
O desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), avalia que os principais nomes das facções criminosas em Mato Grosso comandam o crime de dentro das cadeias. Esse “generalato”, conforme o magistrado, consegue driblar o sistema penitenciário, tendo acesso a celulares, drogas e armas. Perri participou do PodOlhar, podcast do site Olhar Direto conduzido pelo jornalista Airton Marques.

 


“Não é um problema fácil de ser resolvido. Não é um problema fácil. Veja vocês, é muito difícil nós controlarmos a entrada de drogas, de celulares, até de armas dentro do sistema prisional. Nós temos hoje o crime organizado tentando introduzir através de drones, através de mulas, através de corrupção de agentes penais”, avaliou o magistrado.
 
Conforme Perri, um celular dentro de uma unidade prisional vale aproximadamente R$ 20 mil. O valor elevado faz com que diversas pessoas se arrisquem a entrar no sistema penitenciário com aparelhos de comunicação. Ainda segundo o magistrado, os principais beneficiados são chefes de facções.
 
“Os líderes das nossas organizações criminosas estão dentro do presídio. Eu costumo dizer que o generalato do crime organizado não está aqui fora, não. Aqui nós temos soldados, cabos, sargentos, talvez até um capitão e um major do crime. Mas os generais estão dentro das nossas unidades prisionais. As unidades prisionais precisam ser controladas”.

O desembargador garantiu que medidas estão sendo planejadas para conter o comando do crime de dentro da cadeia. “Nós vamos instalar aqui um sistema de monitoramento dentro das nossas unidades prisionais. Eu até tenho brincado dizendo o seguinte, vamos colocar câmeras até no banheiro, porque nós precisamos monitorar especialmente a entrada de drogas, armas e celulares. Se nós controlarmos a entrada de celulares, nós vamos silenciar o Generalato, o comando do crime organizado com os soldados aqui fora”, finalizou Perri.

Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet