Olhar Direto

Sábado, 20 de julho de 2024

Notícias | Política MT

situação complicada

Deputados "travam a pauta" após atraso em pagamento de emendas; Casa Civil promete azeitar relação com ALMT

Foto: Arquivo/ Secom-MT

Governador Mauro Mendes em discurso na Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Governador Mauro Mendes em discurso na Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Liberação de emendas para cirurgias eletivas e outros programas que estão travados e envolvem a Secretaria Estadual de Saúde (SES) causaram um verdadeiro descontentamento dos deputados estaduais nos últimos dias. Por isso, o parlamento estadual "travou pauta".


Leia mais:
'Kalil terá habilidade para bater martelo e escolher, não serei o empecilho', diz Jayme sobre vice

Segundo fontes do Legislativo, na semana passada, nenhuma pauta do Governo do Estado foi votado e isso se manteria até a Casa Civil azeitar o relacionamento com os deputados, principalmente os da base. "Atá deputado da base pediu para não votar nenhum projeto porque a Casa Civil estava sem atendê-los e não estava pagando as emendas da saúde. Isso tudo causou alvoroço e foi necessário conversas ao pé do ouvido", disse um deputado que preferiu não ser identificado. 

Tudo começou quando um parlamentar foi até a Casa Civil saber o que estava acontecendo, que suas emendas para cirurgias eletivas não estavam sendo pagas. No desenrolar disso tudo, para tentar resolver o problema e tentar pressionar o governo, os deputados travaram a pauta e resolveram não votar projetos denominados "mensagem do governo". 

Segundo os líderes partidiários, a situação já se resolveu essa semana. Inclusive, como resposta a Casa Civil atribui responsabilidade à assessoria dos deputados, que não acompanha o andmento das pautas nas secretarias. No entanto, agora parece que a situação vai ser resolvida e os pagamentos começaram a cair para as prefeituras.  Mas, os vetos que estão na pauta de quarta-feira (19), deverão ser a resposta do parlamento ao Palácio Paiaguás caso não se resolva as pendências financeiras de cada deputado. 

"Se a maioria dos vetos cair, a população deve entender o recado", disse a fonte que é base do governo, mas está indignada com a falta de pagamento das emendas de cirurgias. 
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet