Olhar Direto

Sábado, 20 de julho de 2024

Notícias | Política MT

MAIS UM NA MIRA

Luiz Fernando confirma que irá pedir cassação de Marcrean por intimidação e invasão de UTI no antigo PSM de Cuiabá

Luiz Fernando confirma que irá pedir cassação de Marcrean por intimidação e invasão de UTI no antigo PSM de Cuiabá
O vereador Luiz Fernando (UNIÃO), único médico eleito na atual legislatura municipal de Cuiabá, saiu em defesa do colega intensivista que denunciou o vereador Marcrean Santos (MDB) por quebra de decoro e abuso de poder. Por conta disso, o parlamentat irá protocolar nesta terça-feira (18) pedido de cassação na Câmara e ainda irá levar a denúncia para o Conselho Regional de Medicina (CRM-MT) para que a instituição endosse o documento que pode gerar uma comissão processante. 


Leia mais:
PT prepara lançamento oficial de pré-campanha de Lúdio e vê possibilidade de crescimento nas pesquisas

Na visão do parlamentar do União Brasil, Marcrean invadiu a unidade médica em um domingo de manhã se passando por outra pessoa, dizendo que era familiar mas não apontava nenhum documento para isso e ainda estava sem nenhum tipo de vestimenta necessária para estar naquele espaço. Luiz Fernando cita que o colega de parlamento colocou os pacientes em risco, pois poderia levar ainda mais bactérias para a unidade por estar lá sem nenhum tipo de de proteção. 

"Ele [Marcrean] adentrou sem técnicas de assepsia e antissepsia, sem IPI, sem máscara, sem o devido apropriamento, inclusive expondo não só o colega médico, intimidando o colega médico, faltando com respeito e com ética profissional ali, mas também correndo-se um grande risco dele levar para um ambiente já, onde é um ambiente que existe bactérias, que existem vírus ali, ele poderia levar de fora uma bactéria ainda mais multiresistente, piorando ou matando ali mais pacientes que inclusive estavam despidos naquele momento e causando uma situação extremamente agradável", explicou o vereador. 

Marcrean faltou à sessão desta terça-feira (18), mas justificou à Mesa Diretora que está em trabalho externo. Mesmo assim, Luiz Fernando afirmou que irá protocolar o pedido de cassação do colega e ainda irá pedir que o CRM faça o mesmo na Casa de Leis para servir de punição e exemplos para outros que se escondem atrás do mandato para poder intimidar outros profissionais do serviço público. 

O vereador Rogério Varanda (PSDB) acompanhou o pedido de Luiz Fernando, subiu ao plenário e confirmou que ira assinar o pedido ou ainda irá indicar que uma Comissão Processante seja instalada para investigar o caso.

"Você faltou com respeito ao médico. Infelizmente aconteceu isso. Faltou educação para o senhor. Faltou escola. O senhor tem que entender que lá em cima tem um Deus que está acompanhando o que se faz com as pessoas. E eu vou cuidar das pessoas enquanto eu for vereador. E aposto que aqui ninguém irá apoiar o que o senhor fez. Entrar numa unidade, ameaçar, brigar, invadir. Não posso concordar. Por isso estou pronto para o enfrentamento", concluiu Varanda. 

O processo agora deve seguir o seguinte rito: pedido de cassação ser entregue ao presidente da Casa de Leis. O presidente então decide se abre processante ou encaminha a denúncia ao Conselho de Ética.

Marcrean, em outra oportunidade, se defendeu dizendo que usou a atribuição de ser vereador para fiscalizar e achou o médico dormindo em pleno plantão. Marcrean também disse que irá enfrentar a denúncia e provará que não quebrou decoro algum. 
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet