Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de julho de 2024

Notícias | Cidades

FORAM RESGATADOS

Gavião carijó, macaco prego, jabuti e cuica são soltos em Sorriso com apoio da Sema

Foto: Lilian Medeiros/Sorriso-MT

Gavião carijó, macaco prego, jabuti e cuica são soltos em Sorriso com apoio da Sema
Quatro animais silvestres foram soltos no município de Sorriso pela médica veterinária Lilian Medeiros, por meio de uma parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), durante esta semana.


Leia também
Suspeito de agredir esposa por dois dias é baleado pela PM ao reagir a abordagem


Os animais soltos foram um gavião carijó, uma cuica, um macaco prego e um jabuti e voltaram à natureza após passarem por atendimento médico com a profissional.

O macaco prego pertence a um grupo de primatas que vive no Parque e Ecológico de Sorriso e foi encontrado atordoado e desorientado pelo vigia do local. Após ser capturado pelo órgão de fiscalização da Prefeitura de Sorriso, foi levado para avaliação clínica apresentando algumas lesões de pele.

Por precaução, o animal foi avaliado e examinado, permanecendo em observação por 72 horas para que pudesse ser devolvido ao local de captura de forma segura.

A cuica foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros de Sorriso com lesão na cauda e recebeu os cuidados necessários para que pudesse ser devolvida em segurança a natureza. O animal também foi solto no Parque Ecológico.

O Gavião carijó foi entregue à médica veterinária pela Diretoria de Unidade Desconcentrada (DUD) de Sinop com fratura no membro inferior. Ele passou por procedimento cirúrgico e permaneceu internado durante o tempo de recuperação.

Ainda nesse período, o animal passou pela adaptação alimentar recebendo estímulos para caça, o que tornou possível a soltura na natureza. A ave de rapina foi solta em uma mata próximo à rodovia MT 242.

O Jabuti-tinga foi capturado em uma abordagem pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sorriso, vítima de tráfico. Foi submetido a avaliação médica e liberado para soltura branda em uma fazenda da região cadastrada pela Sema como área de soltura para animais silvestre. 

A médica veterinária Lilian Medeiros, que foi a responsável pela soltura dos animais e realizou os atendimentos por meio de convênio com a Sema, comemorou a volta dos animais a seu habitat natural.

“Receber um animal silvestre para atendimento é sempre um desafio. Momentos como esses, de devolvê-los a natureza, nos impulsionam a superar todas as bicadas, mordidas e arranhões. Mantemos contato diariamente com a Sema durante o tratamento e cada recuperação é comemorada por todos”, destacou.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet