Olhar Direto

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

Fuga

Advogado filho de desembargador é baleado após fugir da Polícia Militar

28 Nov 2009 - 12:44

Da Redação - Jardel Arruda e Sabrina Gahyva

O advogado José Luiz Carvalho Junior (27), filho do desembargador José Luiz de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, foi baleado por policiais da Polícia Militar na madrugada deste sábado (28) após empreender fuga de uma viatura.

De acordo com informaçãoes do boletim de ocorrência registrado no Centro Integrado de Segurança e Convivência Oeste (Cisc Verdão), o jurista protagonizou uma sequência de contravenções. Ele teria resistido à solicitação dos policiais de parar seu carro, feito manobras de risco quase ocasionando dois acidentes durante a fuga e ainda portava trouxa contendo cocaína.

O advogado sofreu um tiro no ombro e outro no braço direito. Ele foi transferido para o Hospital Santa Rosa, onde está internado, logo após receber o primeiro atendimento no box de emergência do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá e ser constatado não correr risco de morte.

Segundo informações do BO a perseguição começou após uma guarnição da PM avistar o carro de José Luiz com os faróis apagados em uma rua do Bairro Areão, em Cuiabá, notoriamente conhecida por abrigar varias bocas de fumo, por volta das 5h30 da manhã. Os policias decidiram abordar o veículo, contudo o advogado não permitiu a aproximação policial, dando início à fuga.

Júnior teria percorrido vários bairros dirigindo em alta velocidade, passando pelos bairros Lixeira, Jardim Guanabara, Areão, Poção e Jardim das Américas. No boletim os soldados citam que por duas vezes o advogado quase causou um acidente grave. Em uma delas ele quase colidiu frontalmente com um carro e, na outra por pouco não atropelou um motociclista.

Consta no BO que os policias tentaram chamar a atenção do condutor utilizando sinal de luz alta, ordem verbal e até chocado a viatura contra a traseira do veículo perseguido.

Devido às circunstâncias que originaram a perseguição, a condução perigosa do fugitivo e a insistência na evasão, os policiais efetuaram diversos disparos contra o pneu traseiro do carro. Mas mesmo com uma das rodas avariadas o advogado continuou a fugir.

Depois, já no Jardim das Américas, o carro do advogado parou. Então, ao descer do veículo, o jovem teria deixado cair " uma trouxa com seis cabecinhas de substância análoga à cocaína". Neste momento, os policiais teriam percebido José Luiz Júnior tinha sido atingido por dois tiros.

Os policiais narram que imediatamente socorreram o advogado e o levaram até o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, onde Júnior teria sido medicado e depois de verificado que não havia risco de morte, fora encaminhado ao hospital Santa Rosa.

A família do advogado não permitiu a divulgação do boletim de saúde de Júnior, mas de acordo com informações do Centro de Relacionamento do hospital, o estado de saúde do advogado é "ótimo".

A reportagem procurou o presidente da Ordem dos Advogados de Mato Grosso, Francisco Faiad, que por telefone recebeu a notícia com surpresa. Após interar-se do fato, o advogado lamentou o incidente e disse que provavelmente a OAB não deve interferir no episódio. "Como o fato não teve relação com o exercício da profissão, a OAB não vai tomar nenhuma medida", afirmou Faiad.

Primeira atualização às 15h.

Segunda atualização às 17h.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet