Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Albinos poderão ter protetor solar gratuitamente segundo projeto

As pessoas albinas em Mato Grosso deverão receber, gratuitamente, protetor e bloqueador solar, fornecido pelo Governo do Estado. Isso é o que prevê o projeto de lei apresentado.

Da Redação TA

21 Out 2009 - 12:10

As pessoas albinas em Mato Grosso deverão receber, gratuitamente, protetor e bloqueador solar, fornecido pelo Governo do Estado. Isso é o que prevê o projeto de lei apresentado na terça-feira (20) pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP). Serão contemplados os albinos de baixa renda que comprovarem a necessidade do produto por meio de laudo médico do Sistema Único de Saúde (SUS). O laudo deverá especificar o modelo apropriado do protetor solar.

“A aprovação desse projeto possibilitará que esses cidadãos, atualmente excluídos da sociedade, passem a ter uma vida mais digna”, destaca Riva. Para isso, será elaborado e publicado semestralmente um cadastro dos portadores de albinismo, já que não há estatísticas com relação ao número de albinos, até porque o censo do IBGE os classifica como brancos. “Desse modo, os albinos são invisíveis aos olhos do poder público”, questiona o presidente.

Segundo informações da assessoria, na justificativa do projeto, o presidente destaca a Bahia, onde é feita a distribuição gratuita de oito frascos de protetor solar ao ano por pessoa. A medida foi implantada pela prefeitura desde 2007. Por isso, Mato Grosso também precisa estabelecer políticas públicas de atenção a esses portadores, contemplando-os nas diversas fases da vida, desde o nascimento até a fase adulta, com ênfase para o atendimento nas áreas de Dermatologia e Oftalmologia.

“É preciso dar visibilidade à luta dos portadores de albinismo. Sensibilizar o poder público para os problemas enfrentados por eles. Acredito que a distribuição de protetores solar é o começo desse processo”, argumenta, ao ressaltar o alto custo do produto.

Por ser considerada uma pessoa portadora de necessidades especiais, o albino depende do filtro solar para a execução das atividades durante o dia. No entanto, o preço do produto dificulta o acesso das pessoas de baixa renda, que são obrigadas a passarem a maior parte do dia em casa, para evitar a exposição aos raios solares.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • MADALENA SOARES
    05 Jul 2010 às 10:31

    Eu tenho um filho com albinismo com 06 anos, e gostaria de ganhar,o protetor solaar gratuitamemte,pois não posso compra,pois moro numa cidade pequena no interir do Ceara.Pois as coisas aqui são muito dificil. Ererê-Ce

  • leticia marciane
    22 Abr 2010 às 17:31

    sou albina e tenho uma irma que tambem e.nos estudamos num colegio especial...chamado instituto benjamim constante fica na urca proximo ao pao de acucar e especial para deficientes visuais tenho 8anos e minha irma tem 1anoe 10meses nos somosbaixa visao nao tenho orkut mais se quiser conversar comigo entre no orkut da minha mae

  • Zildomar Reis
    04 Nov 2009 às 10:13

    A bahia saiu na frente. Como a Drª Shyrlei ja informou, aqui sao oito para adultos e quatro para crianças/mês.

  • JÓIA
    26 Out 2009 às 22:11

    ESPERO Q ESTA LEI ENTRE EM VIGOR PARA TODOS OS ALBINOS DO PAÍS E Ñ SÓ PRA OS DE UM ESTADO TEM Q FAZER VALER O DIREITO DESTES Q POR SUA VEZ TEM A NESCESSIDADE DO USO DO PROTETOR SOLAR POREM TEM SE A DIFICULDADE FINANCEIRA Q OS RODEIAM!ESPERO TAMBEM Q OS NOSSOS POLITICOS CORRUPITOS Ñ VENHA A SE BENEFICIAR CRIANDO SUPER FATURAMENTOS JÁ Q Ñ SE TEM UMA ESTATISTICA DA QUANTIDADE DE ALBINOS EM NOSSO PAÍS!

  • Shirlei
    26 Out 2009 às 21:30

    Em Salvador são 08 frascos/mês para adultos e 4frascos/mês para crianças.

  • alexandre feldman
    22 Out 2009 às 07:04

    Toda e qualquer luta em favor de quaisquer grupos que necessitem apoio da sociedade deve ser sempre estimulada e os albinos não são exceção. A luta deve sempre ser ampliada para ir além da distribuição de óculos e filtros solares e além do atendimento aos mais carentes. Ela deve chegar ao nível do esclarecimento e da plena participação em todas as esferas da sociedade. O Brasil, como sociedade humanista voltada para o futuro, não pode se esqucer de nenhum de seus membros se quiser progredir.

  • Ercilia
    22 Out 2009 às 06:30

    Parabéns aos políticos que começam a perceber a diversidade tão enaltecida, mas que até então, pouco havia sido feito pela minoria. Ao jornal Olhar Direto, A Folha de S. Paulo, que dedicou uma página sobre albinismo baseado no blog do Prof. Dr. Roberto Rillo Bíscaro. A matéria chegou ao poder legislativo paulista e o deputado estadual Carlos Gianazzi apresentou projeto semelhante. Somos todos iguais, porém com peculiaridades e necessidades diversas.

  • Luciana Ferreira
    21 Out 2009 às 23:02

    Viva! Penso ser a primeira ação no estado em favor da causa albina. E os outros albinos que não são quilombolas como ficarão quanto ao recebimento do bloqueador solar?

  • madá
    21 Out 2009 às 21:28

    parabéns a equipe do Olhar Direto pela reportagem! Estamos juntos!

  • Roberto Rillo Bíscaro
    21 Out 2009 às 20:18

    Projeto similar tramita na Assembleia legislativa de Sao paulo desde agosto, muito em função do trabalho que venho desenvolvendo no Blog do Albino Incoerente http://www.albinoincoerente.com/ Parabéns ao deputado matogrossense pela inciativa e torçamos para que o projeto seja aprovado e também se espalhe pelo país todo.