Olhar Direto

Segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Notícias / Cidades

Duas denúncias de estupro são registradas em Cuiabá envolvendo turistas nesta madrugada

Da Redação - Lucas Bólico

14 Jun 2014 - 11:13

Duas denúncias de estupro são registradas em Cuiabá envolvendo turistas nesta madrugada
Duas ocorrências de estupro foram registradas, na madrugada de sexta-feira (13) para sábado (14), em Cuiabá, após o jogo entre Chile e Austrália, na Arena Pantanal. Em um dos casos, uma turista estadunidense de 24 anos diz ter sido violentada na casa de uma pessoa que conheceu durante as comemorações após a partida. No outro, uma brasileira teria sido vítima de um chileno.

Mulher leva facada quando participava de comemorações pelo jogo de Chile e Austrália
Estreia de MT na Copa tem festa chilena, rojão na Arena e tentativa de homicídio perto de Fan Fest
Menino de cinco anos baleado durante festa da vitória do Brasil já está em casa

Quanto ao primeiro caso, a embaixada americana foi acionada e tanto vítima quanto seu namorado estão sob os cuidados da missão diplomática. A Polícia Civil de Mato Grosso se pronunciou oficialmente sobre a denúncia por meio de nota à imprensa. A vítima foi atendida pela Delegacia do Turista, acompanhada de representantes da embaixada, passou por exame de corpo delito no Instituto de Medicinal Legal (IML) e depois foi encaminhada ao Hospital Universitário Júlio Muller, para ser medicada.

Na delegacia, a turista norte-americana não soube apontar as características do suspeito. Ela revelou que estava dormindo em uma residência, na região do bairro Cidade Alta e acordou ao lado do namorado, também americano, e com um homem cima dela. O namorado da moça disse, de acordo com a PJC, que não viu nada e que despertou com o grito da companheira.

A vítima confirmou que ingeriu bebida alcoólica e a Polícia Civil requisitou exame toxicológico ao IML para averiguar possível consumo de outras substâncias. Várias pessoas foram ouvidas, incluindo o responsável pela casa. A Polícia Civil aguarda resultado dos laudos periciais para prosseguimento das investigações.

Em depoimento, a americana informou que estava acampada em um Camping em Várzea Grande, na Região da Ponte Sergio Motta. A Polícia Civil ofereceu abrigo em uma casa de Amparo, porém, a moça se recusou pois queria ficar hospedada junto com o namorado.

Turista chileno

O comando do 10 Batalhão da Polícia Militar confirmou ao Olhar Direto que a divisão atendeu na última madrugada uma ocorrência de estupro envolvendo um turista chileno e que o mesmo foi encaminhado para o centro do turista da Polícia Civil.

O site de notícias Folhamax divulgou a imagem do suspeito, identificado como Renato Eduardo Castro Sparza, 32. A agressão aconteceu no bairro Santa Helena, em Cuiabá. Segundo o veículo, a vítima, uma jovem de 22 anos, conheceu o turista em uma boate da capital e aceitou sua carona.

O ataque aconteceu na rua mesmo, no trajeto para o carro do suspeito. A moça resistiu à investida e lutou contra o agressor, que a teria dominado e conseguiu iniciar uma relação sexual à força. Transeuntes ouviram os gritos e conseguiram deter o turista.

Atualização 15h44 - Confira abaixo a nota da Polícia Civil sobre a acusação de estupro contra o turista chileno: 

Um chileno de 32 anos foi levado na madrugada deste sábado (14.06), ao plantão da Delegacia de Polícia, no bairro Carumbé (Planalto), por acusação de tentativa estupro. A vítima de 22 anos, contou a Polícia que conheceu o chileno na Praça Popular e que de lá foram até uma boate, onde começou a beber com o chileno e namorar com ele.

Segundo ela, os dois resolveram sair da boate para ir até o hotel onde o estrangeiro estava hospedado, porém, o chileno, em via pública, a teria agarrado, manifestando desejo de manter relação sexual ali mesmo.

A moça disse que ficou constrangida e para se defender mordeu o chileno que também a agrediu. Ela gritou e o agressor foi detido por populares até a chegada da Polícia Militar. Ambos foram encaminhados a Delegacia de Polícia e no local a vítima foi ouvida em termo de declarações e manifestou desejo de não representar criminalmente contra o chileno e ainda disse que os fatos aconteceram porque o acusado estava bêbado.

O chileno foi interrogado e liberado. Cópia de todo o procedimento será encaminhada a Embaixada do Chile, que foi acionada pelo delegado plantonista durante a confecção das declarações. A vítima foi encaminhada para exames de corpo de delito e poderá representar contra o agressor, no prazo de até seis meses, se assim desejar.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • thaís
    15 Jun 2014 às 07:48

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Bem de Longe
    14 Jun 2014 às 20:32

    Essas "mulheres" foram pegas no LAÇO.....???? Creio q SIM....!!!!

Sitevip Internet