Olhar Direto

Terça-feira, 25 de junho de 2019

Notícias / Brasil

Moradores do Complexo do Alemão fazem protesto após morte de menino de 10 anos

R7

03 Abr 2015 - 18:50

Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades

Moradores do Complexo do Alemão fazem protesto após morte de menino de 10 anos
Moradores do Complexo do Alemão realizaram um protesto na noite desta quinta-feira (2) após a morte do menino Eduardo de Jesus Ferreira, de dez anos. O menino foi baleado foi baleado na cabeça na porta de casa, na localidade do Areal. Outras três pessoas morreram na comunidade. O protesto durou cerca de 30 minutos, os moradores levaram velas acesas em forma de protesto.

Um vídeo postado nas redes sociais mostra o desespero de familiares e vizinhos após a morte da criança. Eduardo atingido na cabeça, aparece caído em uma escada da comunidade.
 
A Polícia Civil informou que foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Eduardo. Os policiais militares envolvidos na ação serão chamados para prestar depoimento e as armas apreendidas para confronto balístico. 

A mãe do menino, Terezinha de Jesus, afirmou que o policial que teria atirado contra o menino, ameaçou de atirar contra ela também.

— Quando eu fui salvar meu filho, ele apontou a arma pra mim e eu disse: "Me mata! Vocês já tiraram a vida do meu filho!"

Velas foram acendidas em homenagem às vítimas da comunidade. Desde a quarta-feira (1º), quatro pessoas morreram no Complexo do Alemão durante troca de tiros entre policiais militares e traficantes. Durante a madrugada desta quinta-feira (2), o policiamento foi reforçado na região. Um carro blindado e cinco veículos do Batalhão de Choque faziam ronda na estrada do Itararé. 

Na quarta-feira (1º), Elizabeth Alves, de 41 anos, foi atingida dentro de casa e chegou a receber atendimento no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas também morreu. Sua filha, uma adolescente de 16 anos, foi ferida de raspão

A família de outro rapaz morto no Alemão acusa policiais da autoria do disparo e de impedir socorro à vítima. Já a PM diz que ele estava armado e que atirou contra os agentes. A família nega envolvimento do rapaz com o tráfico. Segundo parentes que preferiram não se identificar, Matheus Gomes Lima, de 18 anos, foi baleado pelos PMs em um beco próximo à rua Canitar por volta das 19h

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet