Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Notícias | Cidades

INEPTUS

PF combate comércio ilegal de armas de fogo; psicóloga é ouvida sobre caso

16 Out 2015 - 07:45

Da Redação - Patrícia Neves/Wesley Santiago

PF combate comércio ilegal de armas de fogo; psicóloga é ouvida sobre caso
A Polícia Federal em Mato Grosso realiza nesta sexta-feira, 16, a operação Ineptus, que tem como objetivo desarticular associação criminosa voltada ao comércio ilegal de armas de fogo e munições, utilizando-se de documentação falsa para obter o registro federal de armas. Ao todo, de acordo com assessoria do órgão em Mato Grosso, foram emitidos oito mandados de  buscas e apreensões. Ao Olhar Direto, a assessoria da PF confirmou que uma psicóloga investigada na ação presta esclarecimentos. O nome da profissional não foi divulgado.

A Justiça Federal também determinou o cumprimento de sete conduções coercitivas e 11 intimações para entrega das armas de fogo adquiridas mediante a apresentação de documentos falsos. Quatro cidades em Mato Grosso são alvos da ação. 


Leia Mais:
STF mantém pena a pilotos do jato que colidiu com avião da Gol e matou 154; dupla é 'procurada'

As investigações foram iniciadas em abril de 2015, tendo sido apurado no inquérito policial que uma psicóloga de Cuiabá e um instrutor de tiro de Tangará da Serra (MT), ambos credenciados pela Polícia Federal para aplicação de exames de aptidão psicológica e de capacidade técnica, com o apoio de outras pessoas,teriam emitidolaudos ideologicamente falsos que foram apresentados na Superintendência da Polícia Federal em Mato Grosso para instruir processos administrativos de aquisição de arma de fogo e renovação de registro.

Ainda conforme a PF, foi constatado também que os exames eram realizados em locais inadequados, ferindo a legislação e normativos administrativos para a concessão do registro federal de armas, bem como verificou-se a venda de munições a pessoas que não possuíam armas registradas, o que é vedado pela legislação vigente.

No total, oito buscas e apreensões, sete conduções coercitivas e 11 intimações para entrega das armas de fogo adquiridas mediante a apresentação de documentos falsos, nas cidades de Tangará da Serra (MT), Cuiabá (MT), Sapezal (MT) e Nobres (MT), cujos mandados judiciais foram emitidos pela 5ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x