Olhar Direto

Sábado, 19 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Riva e Pagot oferecem a Jayme candidatura ao governo com Rui Prado de vice e ‘isolam’ Taques

De Brasília - Vinícius Tavares/ Da Redação - Lucas Bólico

07 Mai 2014 - 16:28

Foto: Reprodução

Chapa seria encabeçada por Jayme Campos, tendo Rui Prado vice e Serys Slhessarenko ao Senado

Chapa seria encabeçada por Jayme Campos, tendo Rui Prado vice e Serys Slhessarenko ao Senado

O deputado estadual José Geraldo Riva (PSD) e o ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antonio Pagot (PTB) ofereceram ao senador Jayme Campos (DEM) a chance de disputar o governo do estado pela chamada ‘terceira via’ contra a situação liderada por PMDB-PT e o grupo oposicionista encabeçado por Pedro Taques (PDT).

Mauro Mendes anuncia republicanos com Taques: “recebi a missão de trazer o PR; missão cumprida!”
Jayme Campos nega que tenha rusga com Luiz Pagot e admite deixar Taques para compor ‘terceira via’

A proposta foi apresentada na tarde desta quarta-feira (7.5) em uma reunião realizada no gabinete do senador em Brasília. A composição da terceira via nos moldes apresentados há pouco seria encabeçada por Campos, tendo o líder ruralista e presidente da Famato Rui Prado (PSD) como vice e Serys Shlessarenko (PTB) disputando uma vaga para voltar ao Senado.

O convite a Jayme vem no momento em que sua pré-candidatura à reeleição mais está ameaçada. O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), tem se empenhado em trazer o PR ao bloco de oposição, oferecendo a única vaga na disputa ao Senado a Wellington Fagundes (PR). “Missão dada é missão cumprida”, afirmou Mendes em entrevista ao Olhar Direto na terça-feira (6).

Na reunião desta tarde, também acabou participando o presidente do diretório estadual do PSDB, deputado federal Nilson Leitão, que foi convidado para compor o bloco em construção.

Uma fonte ouvida pelo Olhar Direto garantiu que o senador Jayme Campos mantém a expectativa de ser o candidato da oposição ao Senado, mas afirmou que pode aderir ao novo projeto caso sua reeleição seja inviabilizada.

“Tenho compromisso com Pedro Taques de ser candidato ao Senado, mas se me traírem, como tem saído na imprensa, posso analisar a possibilidade de ir para a terceira via”, teria dito Jayme, de acordo com uma fonte que pediu anonimato.

Ao deixar a reunião, o senador falou ao Olhar Direto que não há a possibilidade de ele quebrar o acordo feito com o senador Pedro Taques. “Essa terceira via é notícia velha, tenho compromisso de ser o candidato ao Senado e vou honrar minha palavra”, sustentou Campos.

Quanto ao convite feito por Mendes ao PR para aderir à oposição, o congressista alega que o prefeito de Cuiabá está cumprindo seu papel. “O Mauro Mendes está fazendo a parte dele, trazendo o PR para esse projeto, mas é preciso saber e definir em quais condições o PR abraça a candidatura do Pedro Taques”, declarou.

Já Luiz Antonio Pagot preferiu não dar mais detalhes do diálogo ao deixar a reunião. Ele alegou que foi chamado para uma agenda na Funai quando entrou nessa pauta.

A composição desta possível chapa da terceira via seria um duro golpe à pré-candidatura de Pedro Taques (PDT) ao governo do estado, que até o momento conta com DEM, PSDB, PPS, PV, PSB e PT do B. O PTB de Pagot também já fez parte do grupo oposicionista, mas ‘inaugurou’ a terceira via frente à impossibilidade de disputar o Senado com Serys Slhessarenko.

Atualizada às 17h54

Comentários no Facebook

Sitevip Internet