Olhar Direto

Terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Notícias / Cidades

UFMT fica entre as 40 melhores universidades do país; Unic e Unemat ficam em baixa

Da Redação - Wesley Santiago

08 Set 2014 - 18:53

Foto: Reprodução

UFMT fica entre as 40 melhores universidades do país; Unic e Unemat ficam em baixa
O Ranking Universitário Folha 2014 (RUF 2014) elaborado pelo jornal Folha de S. Paulo apontou que a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) é a 36ª melhor faculdade do país. O estudo avalia 192 universidades públicas e privadas do país. A Universidade de Cuiabá (Unic) e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) ficaram longe.

Veja mais:
Em greve há 2 meses, técnicos-administrativos da UFMT fazem passeata para 'lembrar' a data
Estudantes de 17 anos desaparecem após sair de estágio na UFMT


Na 36ª colocação, a universidade terminou o ranking com 68,82 pontos e teve uma melhora em comparação ao estudo realizado no ano passado – subiu uma posição. A faculdade ainda obteve nota 4 no Índice Geral de Cursos do MEC (Ministério da Educação) – na avaliação que vai de 0 a 5.
 
Os cursos de Nutrição e Serviço Social foram os que tiveram uma boa avaliação de ensino na UFMT. Já o curso de Letras foi o que teve o pior desempenho no mesmo quesito. A faculdade, fundada em 1970, tem 102 cursos e 16.962 alunos.
 
A Universidade de Cuiabá (Unic) ocupa a 151ª posição no ranking geral com uma nota final de 26,71. A Unemat vem oito lugares atrás, no 159º lugar, com 24,13 de nota final. O curso de melhor avaliação na Unic é o de Medicina Veterinária. Já na Unemat é o de Medicina.
 
No quesito ensino – em que são avaliados o corpo docente das instituições (professores com doutorado e mestrado, com dedicação integral e parcial), qual a nota alcançada do no Exame Nacional de Desemprenho de Estudantes (Enade) e a nota dada por avaliadores do Ministério da Educação (MEC) -, a UFMT ficou em 45º lugar.
 
Já em pesquisa – onde são avaliados o total de publicações feitas pela instituição e a relevância dos trabalhos, o total de citações por artigo, publicações por docente e citações por docente, publicações feitas em revistas nacionais, volume de recursos financeiros obtidos em agências de fomento à ciência e o percental de professores considerados produtivos pelo CNPq -, a UFMT ocupa a 41ª posição.
 
Para conferir o ranking e outros quesitos clique AQUI.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet