Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Favorável ao impeachment, Blairo Maggi defende mudança de mentalidade e não apenas troca de governante

Da Redação - Ronaldo Pacheco

30 Abr 2016 - 10:26

Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado

Blairo Maggi defende que o Estado seja eficiente e que o Estado seja cumpridor das suas obrigações

Blairo Maggi defende que o Estado seja eficiente e que o Estado seja cumpridor das suas obrigações

Considerado um dos pesos-pesados do Congresso Nacional a apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) num momento em que imperava a dúvida no seio da maioria das bancadas e na cabeça dos parlamentares, o senador mato-grossense Blairo Maggi (PR) defende que haja alteração drástica no formato da administração pública e não apenas mudança de governante. “Precisamos que esses recursos que hoje chegam aos cofres do governo sejam necessários, suficientes para fazer aquilo que não está sendo feito até agora. É essa a questão”, observou ele, sobre a expectativa de que o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assuma a Presidência da República, em maio.

Leia mais:
Blairo Maggi e José Medeiros pedem a Renan Calheiros que apresse impeachment no Senado
 
Blairo Maggi ponderou que o Brasil precisa olhar um pouco para dentro de si mesmo, avaliar a atual estrutura governamental, reduzir os seus custos e se tornar eficiente. Existe a necessidade de reduzir ministérios, cortar gastos e otimizar os recursos financeiros existentes, sem aumentar impostos e sacrificar ainda mais os trabalhadores e os empresários.
 
Para o ex-Rei da Soja, a ineficiência do governo revela que não há, por parte dos governantes, uma preocupação com o cidadão.“A corporação do governo está preocupada com ela mesma, está preocupada com o salário dela e seus próprios benefícios. Não está preocupada com o agricultor, não está preocupada nem com aqueles que recebem Bolsa Família. Parece-me que o Estado brasileiro dá Bolsa Família não para ajudar as pessoas, mas para acalmar, contentar. "Fiquem quietos. Fiquem aí. Não nos atrapalhem". É esse Brasil que nós queremos discutir daqui para frente”, afirmou no discurso.
 
Em sua fala, Maggi garantiu falar em nome dos brasileiros trabalhadores, empresários, agricultores que, segundo ele 'são os que efetivamente fazem o país andar, ao pagarem seus impostos'.
 
“Não estamos aqui a discutir se sobrará mais ou menos para um ou se vamos tirar de "a", de "b" ou de "c". O que eu desejo, e o que esses que estão fora da política querem e desejam, é que o Estado seja eficiente; que o Estado seja cumpridor das suas obrigaçõese que entregue para as pessoas aquilo que elas esperam na saúde, na educação, na segurança pública, no investimento”, criticou.
 
O senador revelou ainda que ao conversar com o vice-presidente Michel Temer, alertou para a gravidade da crise e a necessidade administrar o país de forma diferente da atual. “Se ele for fazer um governo nos moldes do que está aqui, a chance de errar é de 100%”, avaliou.
 
Para o mato-grossense a necessidade de mudança é muito maior do que a simples troca de governo. “É preciso trocar de atitude. É preciso fazer com que o Brasil funcione para os brasileiros, e não para as corporações que são donas do Brasil”, criticou. Na avaliação do senador, os brasileiros que trabalham e produzem é que devem mandar no país.
 
Blairo falou ainda que o impeachment representa uma oportunidade de mudança que se não ocorrer agora, terá que ser feita apenas em 2018. “A oportunidade que está se abrindo com o processo de impeachment não é do vice-presidente Michel Temer, mas do povo brasileiro que deve cobrar uma mudança de postura no governo”, completou Maggi.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Claudio
    01 Mai 2016 às 17:15

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Sabido
    01 Mai 2016 às 13:19

    Cara de pau. Amigo íntimo do lula. Mamou 13 anos no governo. E agora viu que o barco está afundando cai fora. Por isso que tenho nojo da política. Votei muitas vezes no blairo. Mas me decepcionei com suas atitudes. Todo mundo sabe da ligação blairo/lula/Dilma. Agora vai cuspir na teta que mamou.

  • cristiano
    30 Abr 2016 às 21:31

    Isso mesmo Senador chega de corporativismo dos partidos e dos clã políticos

  • JJ
    30 Abr 2016 às 16:28

    Esse cara não era o líder da TURMA DA BOTINA. Agora ta parecendo o líder da TURMA DOS PATÉTICOS.

  • Ilse
    30 Abr 2016 às 16:04

    Pois é, grande gestor, só que de si mesmo, já que a sua fortuna pessoal cresce em progressão geométrica.. Mas, na gestão do meu estado, a marca mais forte que ficou foi, Mato Grosso 100 equipado e 1000 superfaturado, e de quebra, o sucessor que projetou fez com todo o seu empenho, seu pupilo Silval Barbosa. É mole ou quer mais!

  • sediclaur
    30 Abr 2016 às 15:39

    Blairo Maggi, falar para os outros como deve governar, o que deve ser feito, é fácil, não que a sua opinião esteja errada está certa. Mas, por que na sua gestão como governador de MT você não colocou essas ideias em prática? A saúde, a educação e a segurança, que já não eram boas aqui no estado, acabaram no seu governo. Você só governou pros ricos da sua patota. Você foi um dos piores governos, junto com o do Silval, que MT já teve.

  • sofressor
    30 Abr 2016 às 15:32

    "é que o Estado seja eficiente que o Estado seja cumpridor das suas obrigações e que entregue para as pessoas aquilo que elas esperam na saúde, na educação, na segurança pública, no investimento”, COMO EXEMPLO O MT 100% EQUIPADO, E COM R$ 32.000.00000 SUPERFATURADO. NORMAL, ELE AJUDOU A ELEGER O SILVAL DO PMDB, AGORA ELE VAI AJUDAR A ELEGER O TEMER.OSO DO PMDB.

  • ornitologo
    30 Abr 2016 às 14:53

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • emerson william lopes
    30 Abr 2016 às 14:28

    Sr. Senador Blairo Maggi os cidadãos brasileiros sabem da realidade interna do país, quem parece que vive na Dinamarca, na Suécia, Na Finlândia são os nossos congressistas, pois vocês tem culpa no cartório sim, em deixar o país chegar a uma situação calamitosa e envergonhadora como a que está hoje o país. fica ai uma sugestão o Tribunal de Contas da União deveria ter independência, autonomia e poder de investigação ou deveria ser mais ligado PGR do que ao Congresso.

  • Antônio
    30 Abr 2016 às 13:49

    O senador Blairo Maggi se elegeu governador, em 2002, por conta do Lula. Governou seus dois mandatos com apoio do governo Lula. Elegeu-se senador com apoio da campanha da Dilma. Teve apoio da Dilma durante todo o primeiro mandato. Indicou gente à rodo para cargos. Até o Pagot teve cargo no governo federal. Aproveitou-se disso tudo para eleger Silval como governador de MT. E agora quer posar de bom moço... Menos, Maggi!!! A gente sabe bem quem você é...

Sitevip Internet