Imprimir

Notícias / Política MT

Coronel Assis diz que presos têm muitos 'benefícios' e se posiciona contra ideia de Mauro em instalar ar-condicionado em presídios

Da Redação - Rafael Machado/ Do Local - Max Aguiar

O deputado federal Coronel Assis (União) criticou a ideia do governador Mauro Mendes, do mesmo partido, de instalar aparelhos de ar-condicionado em celas dos presídios para estimular os detentos a procurarem uma ocupação nas unidades penitenciárias.

Leia também
Sintep afirma que governo não dialoga com professores e ameaça paralisação por tempo indeterminado


O parlamentar comentou que o preso que exerce uma atividade na prisão ganha muitos benefícios e garantir mais uma regalia passaria a imagem muito negativa para população.

“Não tenho como falar sobre uma situação dessa porque não cabe a um deputado federal falar sobre isso é responsabilidade do Executivo, quer seja estadual ou federal. Agora, lógico, a opinião do deputado federal Coronel Assis: sou contra”, enfatizou.

“A partir do momento que a pessoa privada de liberdade, o criminoso, o vagabundo, promove uma ação laboral, aprendendo uma profissão, já tem um grande benefício. Primeiro, ele não está no cárcere. Segundo, ele está dentro dessa atividade laboral. Terceiro, ele está aprendendo uma profissão. Quarto, ele às vezes recebe um recurso pecuniário para isso. Quinto, ele tem uma remissão garantida pela legislação brasileira. É muito benefício e mais um não passa uma boa mensagem ao trabalhador brasileiro”, complementou.

Ao defender a instalação dos aparelhos, o governador sustentou que um detento custa aos cofres públicos R$ 4 mil por mês. Ele detalhou que a medida é uma forma para que esses presidiários produzam e paguem pela “estadia” nas unidades penitenciárias.
Imprimir