Olhar Conceito

Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias / Saúde e Beleza

Com estoque baixo por conta das doenças respiratórias, Hemocentro promove campanha de doação de sangue

Da Redação - Letícia Ferro Ferraz

11 Jun 2017 - 11:07

Foto: Reprodução / Ilustração

Com estoque baixo por conta das doenças respiratórias, Hemocentro promove campanha de doação de sangue
Que doar sangue salva vidas, isso todo mundo já sabe. Mas você já fez sua parte? O MT-Hemocentro realiza neste mês a campanha Junho Vermelho, com o objetivo de conscientizar as pessoas a se tornarem doadores periódicos de sangue e aumentar a doação especialmente neste período, em que os estoques baixam por conta da grande quantidade de doenças respiratórias, e em que as pessoas também costumam sair menos de casa.

Leia também
Cidinho entrega R$ 248 mil ao Hospital de Câncer e Santa Casa e anuncia novo show de Daniel

O sangue é dividido em duas categorias, fator RH, que pode ser positivo ou negativo, e os grupos sanguíneos, que são o "A", "B", "O" e "AB". O Hemocentro-MT tem dificuldade de encontrar doadores de sangues de fator RH negativo, já que em Mato Grosso existe a predominância do fator RH positivo, sendo os mais frequentes o O+, A +, B+, AB+, nessa ordem.

O corpo humano adulto tem em média cinco litros de sangue, e quando você doa, é retirado no máximo 450ml. Seu organismo se recupera quase que instantâneamente, já que a quantidade é pequena. É pouco para você, mas muito para quem precisa: é um ato voluntário e altruísta que salva muitas vidas.

Para ser um candidato a doador, existem algumas condições básicas: sentir-se bem e com saúde, ter entre 18 e 65 anos de idade, ter acima de 50kg e apresentar documento oficial com foto. Algumas pessoas não podem doar temporariamente, entre elas estão aquelas que fizeram tatuagem ou maquiagem definitiva nos últimos 12 meses, pessoas grávidas ou que estão amamentando e pessoas que estiveram em situações de maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis durante os últimos 12 meses.

No dia da doação é necessário tomar alguns cuidados, como se alimentar bem e evitar alimentos gordurosos, e não se pode doar sangue em jejum. Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores, 
ter uma boa noite de sono na noite anterior e evitar fumar pelo menos duas horas antes da doação também é desejável.

Além da sede do MT-Hemocentro, na Rua 13 de junho, o Hemocentro tem a Unidade Móvel de doação, que funciona durante todas às segundas, quartas e sextas, em todos os meses do ano, na Praça da República.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • COSTA
    12 Jun 2017 às 11:14

    VAMOS PEDIR AO GOVERNADOR PARA ARRUMAR O ÔNIBUS E ASSIM QUEM SABE A EQUIPE CONSEGUE IR ATÉ ONDE AS PESSOAS PRECISAM.

  • Eva
    12 Jun 2017 às 10:07

    Enviem o Ônibus aqui na Av. Gov, Julio Campos, em frente ao Atacadão de Várzea Grande, tem mtas empresas aqui nessa região, com ctz n faltará voluntários, doadores, pq oq dificulta é a locomoção até em Cba, e se tiver por perto facilita, vamos colocar o Ônibus pra correr a cidade meu povo.

  • sergio
    12 Jun 2017 às 07:41

    PELO AMOR DE DEUS, ARRUMEM A CHAMADA DA MATERIA "COM POUCO BAIXO" ??????????????

  • moa
    11 Jun 2017 às 13:36

    Sera que salva mesmo? se vc compartilhar uma agulha de injeção é perigoso, agora receber sangue não, quanto mais vulnerável é a transfusão. e os tratamentos alternativos onde ficam???

  • moa
    11 Jun 2017 às 13:36

    Sera que salva mesmo? se vc compartilhar uma agulha de injeção é perigoso, agora receber sangue não, quanto mais vulnerável é a transfusão. e os tratamentos alternativos onde ficam???

  • moa
    11 Jun 2017 às 13:36

    Sera que salva mesmo? se vc compartilhar uma agulha de injeção é perigoso, agora receber sangue não, quanto mais vulnerável é a transfusão. e os tratamentos alternativos onde ficam???

  • PAULO
    11 Jun 2017 às 13:15

    ENVIEM O ÔNIBUS AOS ÓRGÃOS PÚBLICOS...NÃO FAZEMOS MAIS DEVIDO AO DESLOCAMENTO...DEIXEM O BUSÃO 1 SEMANA NA SAD E 1 DIA NO INDEA, E IRÃO CONSEGUIR MUITAS BOLSAS...EXISTE MUITOS DOADORES REGULARES

Sitevip Internet