Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Notícias / Cidades

Fundo Criança arrecadou mais R$ 1 milhão em doações

Da Redação/Com Assessoria

28 Jan 2009 - 16:25

O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Cuiabá (Fundo Criança) arrecadou mais de R$ 1 milhão em doações no ano passado, um crescimento de 100% em relação a 2007, quando foram recebidos R$ 500 mil. Apesar de ter sido criado há 12 anos, o serviço só começou a funcionar adequadamente em 2006, quando foram registrados R$ 700 mil em doações. Nos últimos três anos, praticamente todas as 150 instituições que atuam na área da criança e adolescência se cadastraram ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) na tentativa de obter recursos, mas nem todas estão com a documentação em dia.

O presidente do CMDCA, Aurélio Augusto, explica que existem muitas doações “casadas”, o que significa que os doadores já conheciam o trabalho e resolveram adotar a entidade, projeto ou programa. Esse é o caso do programa Siminina, desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (Smasdh), que contou com R$ 150 mil da Brasil Telecom e R$ 50 mil da Cemat (Centras Elétricas) no ano passado. Sendo que a empresa de telefonia já acompanha o programa há mais de 10 anos. Já a Associação de Amigos da Criança com Câncer (AACC) recebeu R$ 200 mil da Petrobrás porque teve o projeto aprovado.

Ao todo, mais de 40 instituições e/ou projetos receberam apoio financeiro, entre elas, 24 creches filantrópicas associadas à Associação Cuiabana de Centros Educacionais Filantrópicos (ACCEF) que contarão este ano cada com equipamentos de informática da Fundação Itaú Social, a partir do Programa Itaú Solidário. Os recursos investidos chegam a R$ 27 mil. Ele também lembra que o Abrigo Bom Jesus – Lar das Crianças, Asilo Santa Rita e o projeto Vôlei Kids receberam incentivo. Com mais de 10 anos de experiência, o Comitê Pró-Infância do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) 13ª Região, também fez doações e colaborou.

O articulador do programa Prefeito Amigo da Criança (Fundação Abrinq) em Cuiabá, o administrador Natalício Menezes, pontua que o crescimento das doações também foi um reflexo do prêmio destinado à Capital mato-grossense, que este ano pretende investir 38% do orçamento geral estimado do município no Orçamento Criança. Em números, isso significa R$ 343,639 milhões em relação a um total de R$ 892,027 milhões previstos para este ano. “As variações em média são de 35% a mais de investimentos nessa área, sempre com prioridade para Educação, Saúde e Assistência Social”.

Doação inteligente - Os contribuintes em pessoa física podem repassar até 6% do valor devido ao Imposto de Renda (IR) ao Fundo da Infância da Capital e a jurídica até 1%. Com isso, ao invés de concentrar o recurso apenas nos cofres da União, estará ajudando na manutenção de instituições locais. Como antes não conseguia emitir recibos, a arrecadação era pequena, no ano passado foi de apenas R$ 27 mil.

A exemplo de Porto Alegre (RS), que após uma política ampla de divulgação conseguiu elevar para R$ 7 milhões a arrecadação do Fundo, o potencial de Cuiabá ultrapassa R$ 5 milhões. A possibilidade de reversão do recurso destinado ao IR em benfeitorias locais foi permitida pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

Para colaborar: Agência 3834-2, Conta 30.300-3, Banco do Brasil. Todo material estará disponível no www.fundodacrianca.org.br. As colaborações são abatidas do salário (funcionários), podem ser mensais ou anuais.