Notícias / Cidades

21/02/2014 - 17:04

Avião com empresário desaparece após decolar com pouso previsto em Mato Grosso

6 comentários

De Sinop - Alexandre Alves

Foto: Arquivo Pessoal

Empresário Daniel Alves pilota há quatro anos e usava avião de um amigo

Empresário Daniel Alves pilota há quatro anos e usava avião de um amigo

A Força Aérea Brasileira (FAB) faz buscas nas regiões Norte de Mato Grosso e Sul do Pará na tentativa de encontrar o proprietário do Hospital Doutor Feitosa, em Telêmaco Borba (PR), Daniel Martins Alves, de 55 anos, e o avião monomotor que ele pilotava, um Cirrus prefixo PR-JHR.

A aeronave decolou na quarta-feira (19), em Novo Progresso, com destino ao Paraná, mas com um pouso previsto em Rondonópolis.

"A bordo da aeronave da FAB está uma equipe do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação, de Campo Grande, especializado em busca e salvamento", informou a FAB, ao G1.

Um colega dele, Marcelo Pucci, que também é piloto de avião, informou que a aeronave decolou na quarta-feira e deveria fazer um pouso em Rondonópolis cerca de três horas e meia depois, mas isso não ocorreu e Daniel também não chegou ao destino final.

Produtor rural e piloto morrem em queda de avião em Mato Grosso; veja fotos
Avião sofre pane e piloto faz pouso de emergência em pista interditada em Mato Grosso

"Ele nem chegou a Rondonópolis. Quando ele saiu de Novo Progresso, o tempo estava nublado, mas a nossa esperança é que ele tenha acionado o paraquedas e seja localizado o quanto antes", disse Marcelo Pucci, também ao G1.

O avião é de propriedade de João Alberto Pucci, amigo do empresário que está desaparecido. Ele comentou ao Gazeta do Povo, de Curitiba, que a aeronave é nova e não acredita em pane no equipamento. “É um avião top de linha, tem um para-quedas que cobre o avião inteiro, além disso, é novo e está com a revisão em dia”, comentou.

O empresário Daniel Martins Alves é piloto há cerca de quatro anos e estava no Sul do Pará a negócios.


Atualizada às 17h21


  • Avião que empresário pilotava
por Larissa Alves Musial, em 23/03/2014 às 16:23
A falta de informação é a pior coisa, não saber se esta bem, se esta machucado, se esta sofrendo, se esta vivo... Meu pai Daniel Martins Alves esta desaparecido desde do dia 19/02, mais de um mês de sofrimento!!! A FAB fez buscas por 10 dias, mais nada foi encontrado! E a angustia continua...
por juvenal soares da silva, em 25/02/2014 às 11:11
EU MORO EM CUIABÁ CAPITAL DE MT, ESTOU TENTANDO SABER NOTICIAS DO PILOTO QUE TINHA DECOLADO DO PARA PARA MATO GROSSO O COMANDANTE DANIEL MARTINS ALVES, ALGUEM PODE ME DAR UMA INFORMAÇÃO. SE ELE CHEGOU EM ALGUM LUGAR...
por Marcio Rogério, em 22/02/2014 às 14:51
Lastimável o fato ocorrido que aconteceu com o Daniel , foi meu primeiro patrão quando trabalhei na transportadora Beija-Flor em Ventania, que o encontre bem estou rezando por ele ,que tudo vai dar certo .
por Johnson, em 22/02/2014 às 12:47
Tá dificil...se pelos ares estamos sendo roubados ...imagina por terra...affiiii cadê a nossa segurança..
por Valdenir, em 22/02/2014 às 08:38
Vários relatos de desaparecimento de aeronaves já foram noticiados. Os aviões de pequeno porte são sequestrados e levados para a Bolívia para serem utilizados nos crimes de contrabando e trafico de drogas. As nossas autoridades ainda não se deram conta que é preciso mais vigilância. Ser piloto de avião nessas regiões é correr risco de vida.
por Gumercindo do Dom Aquino, em 21/02/2014 às 18:00
O meu primo era piloto de avião e saiu de Altamira com destino ao Xingu e nunca mais foi encontrado. Aquela região é conhecida por sequestros dessa natureza. Tomara que não tenha sido o caso do empresário da matéria.