Notícias / eleições 2012

18/09/2012 - 19:34

Candidatos debatem propostas com universitários; (cobertura completa)

Da Reportagem local - Lucas Bólico e Jonas da Silva

Foto: Lucas Bólico - OD

Candidatos debatem propostas com universitários; (cobertura completa)

Os candidatos a prefeito de Cuiabá já chegaram e se preparam para o início do debate realizado pela Unic. Durante o encontro, os estudantes da faculdade poderão fazer perguntas aos candidatos possibilitando uma maior interação com os acadêmicos.

Os questionamentos, no entanto, deverão ser feitos de maneira genérica, um vez que não serão destinados a candidatos específicos e poderão ser destinados a quaisquer um dos postulantes.

Francisco Vuolo anuncia desfiliação para atuação na campanha de Lúdio
Mauro diz que governo do Estado ‘barganha’ cargos em troca de apoio

O debate está sendo realizado no auditório do estacionamento do campus Beira Rio e participam Lúdio Cabral, Carlos Brito, Mauro Mendes, Guilherme Maluf e Adolfo Grassi. O evento será dividido em quatro etapas e terá como mediador o advogado Carlos Eduardo Texeira, o arquiteto José Antônio Lemos e a jornalista Aline Romio.

No primeiro bloco, cada candidato responderá uma pergunta da comissão organizadora. Na segunda fase, os moderadores sortearão a ordem dos candidatos que farão perguntas direcionadas, assim como os temas a serem respondidos com direito a réplica e tréplica. No terceiro momento, cada candidato responderá duas perguntas da plateia, sem direito a réplica. No quarto e último bloco, os candidatos farão considerações finais. O término do debate está previsto para às 21h30.

A posição dos candidatos na mesa foi sorteada. Mauro Mendes ficou à esquerda, seguido de Guilherme Maluf, Lúdio Cabral, Carlos Brito e Adolfo Grassi.

22h17 - Estudante questiona sobre o asfaltamento do Poeira Zero estar sendo feito em trechos da cidade sem a rede de esgoto. O sorteado para responder é Caros Brito, ex-secretário de comunicação do município, que admite que este não é o ideal, mas defende o programa, afirmando que asfalto traz cidadania, acessos do caminhão de lixo aos bairros e valorização dos imóveis da região.

22h20 - Um espectador questiona sobre como o candidato está trabalhando para conquistar os votos indecisos. Maluf responde que é com debate, com propostas e fazendo uma campanha de alto nível.

22h13 - Plateia pergunta para Grassi como a prefeitura pode melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O sindicalista afirmou que para melhorar o indicador é preciso distribuir renda e a única forma de a prefeitura fazer isso, argumenta, é por meio de uma melhora no trabalho dos servidores.

22h11 – O segundo questionamento da plateia foi para o candidato Mauro Mendes. Ele foi abordado sobre o que vai fazer com a estrutura do CuiabáVest se for eleito. Mauro respondeu que durante um tempo em 2008 criticou o braço de cursinho da prefeitura. Com crítica inclusive de que havia 15 mil crianças na época fora de escola e que a administração tinha que fazer sua função primeiro. Ele diz que agora mudou de ideia. Mendes afirma que vai manter o sistema e que vai dotá-lo de prática para não só qualificar o servidor público, como utilizar em concurso público, pois metade dos 14 mil servidores são terceirizados, como transformá-lo em centro de formação para melhorar o serviço prestado pela prefeitura para a população.

21h57 – No 3º Bloco: Perguntas elaboradas pela plateia são feitas aos candidatos. Todos os candidatos responderão perguntas.

O primeiro a responder é Lúdio Cabral sobre o que fazer com recurso da privatização da Sanecap para a CAB Ambiental. Ele responde que no primeiro dia de governo, se eleito, vai encaminhar projeto para retomar o sistema de saneamento e água para o município. O petista propõe que a prefeitura faça parceria em consórcio com empresas públicas como Sabesp, Copasa e Caesb para capacitar e qualificar o serviço. Ele cita que a CAB ganhou concessão em Paranaguá (PR) e há determinação na justiça para a prefeitura retomar o serviço.

21h49 – Guilherme Maluf indaga proposta de Mauro Mendes sobre planejamento público. Ele aproveita para dizer que quando se fala em Orçamento Participativo, prática de gestão do PT, “muita gente não acredita naquilo porque acha que é para cumprir tabela”. Ele diz que um dos problemas de Cuiabá é a prefeitura fazer planejamento e capacidade de executar.

“Hoje em Cuiabá falta conexão entre ouvir a população para o que a cidade precisa e colocar ideias em práticas e para isso o servidor precisa ser valorizado”. Para tanto, diz Mauro Mendes, propõe uma Secretaria de Projetos para capturar recurso e a prefeitura colocar propostas para planejamento ou infraestrutura a fim de garantir a aplicação do dinheiro.

21h32 - O candidato Carlos Brito, para Lúdio Cabral: qual o entendimento constitucional do município e a relação com outros níveis e quais as propostas o senhor tem para a segurança pública.

Lúdio entende que o município pode e deve compartilhar responsabilidade com o tema. Ele deu exemplo sobre modelo petista de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, com três eixos de atuação.

“Primeiro, cuidado com a infraestrutura da cidade, melhorar o ambiente com podas de árvores, iluminação pública, fiscalização de terrenos baldios, intervenção estética em áreas degradadas, como Beco do Candieiro”, cita.

Como políticas sociais para proteger crianças e jovens da violência ele propõe criar “estações da juventude para o exercício de capacidade de jovens com oficinas na área de cultura e esportes”. Além de recuperar espaços públicos.

Como terceiro ponto, o petista propõe a Secretaria de Segurança e Cidadania para planejar e controlar a segurança com mapas de violência, central de monitoramento com 300 câmeras e sistema de audiomonitoramento para disparo de armas, como em Canoas (RS). O recurso para esses e outros projetos custaria 1,8% do orçamento da prefeitura.


21h07 - Carlos Brito pergunta para Guilherme Maluf sobre a Educação e a integração com os governos do Estado e Federal. O tucano afirma que responsabilidade do município se restringe à educação infantil e fundamental. Brito retruca questionando sobre a divisão dos custos do passe livre com outros níveis de administração e Maluf declara que defende que o Governo Federal e o Estadual ajudem a quitar o preço do passe livre dos estudantes.

Adolfo Grassi questiona quais sãos projetos de Carlos Brito para Cuiabá. O pessedista responde que ao contrário do que muitos pensam, Cuiabá tem um plano diretor moderno e vanguardista e que deve apenas ser cumprido. Grassi retruca que planejará a chegada do poder à periferia e que freará o mercado imobiliário, que não respeita, segundo ele, as necessidades do município.

Lúdio Cabral pergunta qual estratégia de Maluf para as áreas mais carentes da cidade e o deputado afirma que o poder público tem de ocupar as áreas verdes abandonadas, garantindo primeiro a chegada da infraestrutura na periferia. “Cuiabá são duas cidades”, declara, em referência as desigualdades sociais sensíveis na capital. “Segundo o IBGE, 10% da população em Cuiabá vive em condições semelhantes às favelas” completou o petista. Para resolver o problema, Maluf promete descentralizar as atividades da prefeitura, com quatro subprefeituras.

Mauro Mendes para Carlos Brito: o que o senhor faria pelo meio ambiente? O peessedista afirma que vai apenas cumprir ais leis. “Sustentabilidade é mais do que moda, é uma necessidade real”, declara. Mendes reclama da falta de arborização do município e promete plantar arvores pela cidade, o que segundo ele é barato e garante qualidade de vida.

Lúdio Cabral pergunta para Guilherme Maluf como o deputado pretende resolver “o drama da saúde”. O peessebista dis que o caminho para resolver o problema é a boa gestão dos recursos para o setor e garantir de imediato a presença de médicos nas policlínicas. Lúdio pergunta para Mendes seu plano específico para a atenção primária, Mendes afirma que aumentará o número de PSFs de 63 para 120.

20h44 - Mauro Mendes foi o sorteado para fazer pergunta para o candidato Adolfo Grassi (PPL) sobre transportes, sobre que melhoria ele pode fazer para o setor.

Grassi destacou a utilização do Veículo Leve sobre Trilho (VLT) em construção com ramais com outras partes da cidade. “Temos 285 mil veículos cadastrados. Mas Cuiabá, da cidade de mineração tem ruas estreitas, tortuosas. Faremos corredor de transportes que com seis linhas nesta região não atende demandas de universidades. Vamos complementar o VLT nos bairros para termos outro modal para usar o mínimo de veículos”. Ele foi constestado por Mauro Mendes sobre o total de veículos em Cuiabá. O candidato do PSB falou em 385 mil veículos.


20h24 - 2º Bloco: candidatos perguntam-se seguindo sorteio.

Candidatos fazem pergunta um para o outro no segundo bloco. Primeiro a perguntar foi Guilherme Maluf (PSDB) para Mauro Mendes (PSB), com o tema moradia. Ele pergunta sobre proposta para cobrir déficit de 20 mil moradias.

Mauro Mendes responde que “em dados recentes, sempre os números são problemas, Cuiabá tem algo em torno de 30 mil déficit de moradias”. Ele criticou ausência da prefeitura no tema. “Praticamente 900 casas foram feitas pela prefeitura”. Ele diz que como presidente da Fiemt desenvolveu programa de construir 4 mil casas para trabalhadores da indústria.

Sobre a questão regularização fundiária, diz que “Cuiabá tem aproximadamente 40% de residências onde as pessoas não têm titulo” e que “hoje Cuiabá tem o menor índice de número de habitantes por metro quadrado entre capitais”.

Guilherme Maluf defendeu em réplica que “a prefeitura precisa ser interlocutora entre moradores e o que estão na área, e que a prefeitura precisa e pode arcar com os custos para regularização.

20h13 - 1º Bloco: tema cidadania

O candidato pelo PSD, Carlos Brito, é o primeiro a falar e defende que a Prefeitura ofereça Saúde e Educação de qualidade, mas que também garanta acesso ao esporte e ao lazer da população de baixa renda, “não de forma complementar”, para garantir a cidadania da população carente.

Mauro Mendes afirma que hoje Cuiabá tem um déficit de 30 mil moradias e argumenta que a casa própria é garantia de cidadania. O Estado, defende Mendes tem que garantir a cidadania da população.

Ludio Cabral afirma que pretende ampliar a cidadania aos eleitores tendo como eixo de trabalho a divisão do poder da Prefeitura com a população, que é quem sabe os anseios da cidade.

Adolfo Grassi agradeceu o debate e lembrou que se formou na Unic em Direito. O membro do PPL afirma ainda que o poder econômico está na mão de uma minoria, coo fruto de uma política imperialista. “O poder público deve oferecer o mínimo de cidadania para a população”, completa.

O último a falar neste bloco, Guilherme Maluf declara que fará um diagnóstico dos problemas da cidade aplicará um orçamento participativo de forma transparente para garantir a cidadania dos cuiabanos.


Atualizada às 22h42

Notícias Relacionadas

por MARIA, em 19/09/2012 às 14:34
LÚDIO DEMONSTROU QUE TÊM AS MELHORES PROPOSTAS ONTEM NO DEBATE. PUDE CONHECÊ-LO MELHOR E VOU DAR UM VOTO DE CONFIANÇA PRA ELE.
por keko, em 19/09/2012 às 10:38
Eu tive o prazer de assistir ao debate, e foi ridícula a atitude do Candidato LUDIO CABRAL, ele ficava rindo o tempo todo, meio que debochando dos outros candidatos em diversos momentos demostrou total desinteresse pelo que era tratado no debate, ficava tirando foto e conversando com pessoas do seu grupo na plateia, sem contar quando foi perguntado sobre seu projeto de segurança MEU DEUS que coisa UTOPICA projeto de som pra capitar disparo de arma de fogo???? E se for fogos ou bombinha???, resumindo total desrespeito e despreparo.
por Tora, em 19/09/2012 às 08:39
Humilde ou cagão?...Eu não me Iludio.
Sitevip Internet