Olhar Direto

Terça-feira, 20 de novembro de 2018

Notícias / Cultura

Festival Nacional Curtas-Metragens de Rondonópolis divulga vencedores

Da assessoria

06 Dez 2010 - 19:30

Com o objetivo de democratização do segmento audiovisual, fomentando as produções cinematográficas de Mato Grosso e do Brasil, o ‘Curta Cine Malagueta – 2° Festival Nacional Curtas-Metragens de Rondonópolis’ realizado nos dias 01, 02 e 03 de dezembro foi um sucesso em número de público com a participação ativa de 300 pessoas por sessão de curta.

No dia 03 (sexta-feira) foi encerrada a programação do festival na quadra poliesportiva da Praça do Monte Líbano e, após apuração dos votos relacionados às mostras exibidas nos três dias, o filme ‘Eu Não Quero Ficar Sozinho’ ficou com o prêmio de R$ 2.500, na categoria Mostra Nacional. Em segundo lugar ficou ‘O Filme Mais Violento do Mundo’ com premiação de R$ 1.000, na categoria Mostra Mato-grossense. ‘O Que Elas fazem No Banheiro’ ficou com a premiação de R$ 1.500.

O produtor geral do evento, José Roberto de Souza conta que esse festival é uma experiência muito oportuna capaz de gerar discussões conceituais, reflexões e mudanças, fazendo também o seu papel itinerante nos bairros de Rondonópolis, democratizando este segmento artístico. “Temos o objetivo com esse festival de primeiramente divulgar o cinema de curta metragem no município e também anunciar para o máximo de pessoas possíveis a arte e cultura. Queremos também incentivar o município a ser um produtor de cinema”, revela o produtor.

José Roberto comenta ainda que esse festival contou com uma participação muito ativa da imprensa e agradece a todos que colaboraram. “Além da divulgação local, o festival foi reconhecido em outras regiões do Brasil, devido às participações de curtas de outras localidades”. O produtor avalia como positiva a realização de mais um festival. “Fiquei impressionado com a participação do público, as pessoas realmente participaram, o festival chamou a atenção de toda a comunidade de Rondonópolis”.

A estudante Rosemeire da Silva, moradora do bairro Vila Operária, comenta que o festival agradou muito e que essa iniciativa proporciona a população um meio de acesso a culturas desconhecidas. “Nunca tinha assistido um curta metragem, agora posso dizer que conheço esse estilo de filmes”.

O cineasta, Leonardo Sant‘Anna, revela que a Oficina de Produção Cinematográfica oferecida a acadêmicos de jornalismo da Faculdade Cenecista de Rondonópolis (Facer), foi uma ótima experiência dentro da programação do festival. “A idéia, desde o primeiro festival, é de oportunizar o curta metragem. Primeiramente por que o curta é uma linguagem de acesso a produção cinematográfica, todo o cineasta passa pelo curta, por ele ser uma linguagem mais dinâmica e objetiva, sendo mais fácil de conquistar a empatia do público, estão trazemos a Rondonópolis uma programação nacional e estadual, sendo essa uma maneira de cativar a população, tentando assim, vencer o preconceito que existe com o cinema brasileiro”.

O Festival contou ainda com mais duas palestras, oferecidas no espaço do Centro Cultural José Sobrinho em parceria com a Secretaria de Cultura Municipal, uma sobre “Museu da Imagem e do Som: a construção de um museu plural” ministrada pela técnica do Museu da Imagem e do Som de Campinas-SP, Juliana Maria de Siqueira que é mestra em ciências da comunicação pela Universidade de São Paulo, especialista em multimeios pela Unicamp e graduada em comunicação social pela Universidade Federal de Minas Gerais; e outra ministrada pelo cineastra João Francisco Souza da Cunha, graduado em Arte pela Universidade do Oeste Paulista que falou sobre "Cinema, da iniciação ao Roteiro”.

O ‘Curta Cine Malagueta – 2° Festival Curtas-Metragens de Rondonópolis’ é uma realização do Núcleo de Cultura Malagueta em parceria com o Governo do Estado e o Rondon Plaza Shopping.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet