Olhar Direto

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Taques cobra celeridade em adequações para volta de voos internacionais no aeroporto de Cuiabá

Da Redação - Wesley Santiago

21 Set 2015 - 08:44

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Taques cobra celeridade em adequações para volta de voos internacionais no aeroporto de Cuiabá
O governador Pedro Taques (PSBD) e o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, se reuniram com representantes da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Cuiabá e com o sindicato dos auditores federais para discutir sobre as adequações do órgão no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá). O chefe do Executivo cobrou celeridade de sua equipe nas adequações para a volta dos voos internacionais no terminal mato-grossense.

Leia mais:
Empresa prevê volta de voo internacional à Cuiabá ainda no primeiro semestre
 
De acordo com o Gabinete de Comunicação (GCom), as partes debateram sobre internacionalização do Aeroporto de Cuiabá, atuações e parcerias com a Receita Federal no Estado, além de discutir questões referentes à categoria. A reunião aconteceu no gabinete de Taques, localizado no Palácio Paiaguás. O encontro contou com a presença de chefes de diversos setores da delegacia.
 
Depois de ouvir sobre a situação da Alfândega do Aeroporto, o governador agendou novas reuniões com a Secretaria de Estado de Cidades (Secid) e a Casa Civil para dar celeridade à adequação do órgão na unidade. Questões sobre o Porto Seco e a Zona de Processamento de Exportação também foram debatidas.
 
Os auditores ainda agradeceram o posicionamento do governo em relação a Propostas de Emendas à Constituição (PEC), que dizem respeito à categoria, e pediram apoio junto aos parlamentares em relação a PEC 186, que prevê autonomia financeira, funcional e administrativa dos profissionais.
 
Voos internacionais
 
Vale ressaltar que durante a Copa do Mundo de 2014, ainda na gestão de Silval Barbosa (PMDB), o Aeroporto de Cuiabá contava com um voo direto entre a capital mato-grossense e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, que era operado pela empresa AmasZonas.
 
Porém, após o Mundial, as viagens foram canceladas. Isso tudo por conta dos problemas na Receita Federal, que alegou não ter condições de trabalhar no aeroporto, que até o momento ainda não teve as obras finalizadas. Também havia falta de pessoal para agilizar o processo.
 
Recentemente, o presidente da AmasZonas Lineas Aereas, Sérgio de Urioste, mostrou interesse em reinaugurar o voo entre Cuiabá e a Bolívia. “Iniciamos o voo para Cuiabá, mas por problemas com o aeroporto que ainda não estava apto com suas construções, tivemos que interrompê-los, porém vamos reinaugura-los. Estamos esperando que o aeroporto esteja pronto para voltar a operar com voos internacionais”, disse ele.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet