Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Emprego

MT tem saldo negativo de quase 2 mil vagas na criação de empregos formais

Da Redação - Viviane Petroli

17 Nov 2014 - 08:40

Foto: Reprodução/Internet

A Indústria da Transformação foi a que mais contribuiu para o resultado negativo

A Indústria da Transformação foi a que mais contribuiu para o resultado negativo

A criação de empregos formais em Mato Grosso registrou saldo negativo de 1.963 empregos no mês de outubro, ou seja, o estado mais demitiu que contratou no décimo mês de 2014. A Indústria da Transformação foi o setor que mais contribuiu (-1.596), seguido da Construção Civil (-423). As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado no último dia 14 de novembro.

O Caged, que pertence ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), revela ainda que em relação a setembro houve uma retração de 0,30% em comparação ao estoque de assalariados com carteira assinada verificados em setembro. Já outubro de 2013 havia registrado saldo positivo de 1.049 postos de trabalho gerados a mais que demissões.

Leia mais
Rico em produção agropecuária, Mato Grosso tem o 14º maior PIB do Brasil
PIB per capita de Mato Grosso cresce 227% em 10 anos e é o 6º maior do país

Entre janeiro e outubro de 2014 o Caged mostra que houve um acréscimo de 4,22% de geração de empregos frente o ano passado. Em 10 meses Mato Grosso gerou 27.093 vagas de trabalho a mais que demissões.

Em outubro o setor que mais contratou foi o de Serviços (+113), seguido do Comércio (+48). Enquanto os demais, desempenho negativo: Agropecuária (-10), Extrativa Mineral (-83) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP) (-12).

Municípios

Entre os 22 municípios com mais de 30 mil habitantes analisados pelo Caged, Cuiabá (+351), Tangará da Serra (+101), Rondonópolis (+90), Alta Floresta (+80) e Juína (+63) foram os cinco melhores posicionados.

Os com piores resultados foram Barra do Bugres (-431), Campo Verde (-240), Várzea Grande (-169), Pontes e Lacerda (-155) e Lucas do Rio Verde (-91).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet